Mobilidade Elétrica

Portugal deve ultrapassar os 5000 carros elétricos em 2017

Fotografia: REUTERS/Chris Helgren
Fotografia: REUTERS/Chris Helgren

Nas próximas semanas devem ser instalados 14 novos Postos de Carregamento Rápido em várias cidades do país e nas autoestradas A1, A6, A8, A22 e A23.

O número de viaturas elétricas em Portugal deverá ultrapassar as 5000 no final de 2017, prevê Alexandre Videira, presidente da Mobi.e, empresa gestora da rede de abastecimento. O responsável, que considera os valores ainda “relativamente pequenos”, mas “razoáveis e sustentados”, espera que as próximas novidades tornem “mais atrativo” o uso da mobilidade elétrica.

De acordo com a Autoridade Tributária e Aduaneira, o total de veículos elétricos era de 4134 unidades em 2016. Nestas contas estão incluídos ciclomotores, ligeiros, pesados, motociclos, triciclos e quadriciclos.

 

Nas próximas semanas devem ser instalados 14 novos Postos de Carregamento Rápido (PCR) em várias cidades do país e nas autoestradas A1, A6, A8, A22 e A23. Dos planos fazem parte ainda a instalação de postos de carregamento em todos os municípios do país e a a subida de potência em 100 pontos de carregamento para 22 kw.

No final do ano deverão existir, em Portugal, 1700 pontos de abastecimentos normais e 50 rápidos, aos quais a Mobi.e espera que se somem outros por iniciativa privada, no âmbito do funcionamento do mercado, isto é, por “iniciativa dos operadores”, que poderão identificar determinadas zonas como “atrativas do ponto de vista da atividade comercial”, explicou Alexandre Videira.

O responsável garantiu não poder adiantar os preços que os consumidores vão pagar, uma vez que dependem não só da taxa cobrada pelo operador do posto, mas também dos valores praticados pelo comercializador de eletricidade.

Incentivos à mobilidade elétrica

Para 2017, além estarem previstos lançamentos de vários modelos elétricos, mantêm-se os incentivos à compra e as isenções fiscais. O Ministério do Ambiente informou que as regras gerais e o formulário de requisição do incentivo à compra de um veículo 100% elétrico, que pode ir até 2250 euros, devem ser disponibilizados a partir do início de fevereiro na página da Secretaria Geral do Ministério do Ambiente. Recorde-se que o apoio está limitado às primeiras mil candidaturas.

Este ano, a rede de mobilidade elétrica deixará de ser projeto-piloto, iniciado em 2009, para entrar na fase de mercado.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 04 de junho de 2020. MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Governo vê economia a crescer 4,3% em 2021 e desemprego nos 8,7%

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, durante a conferência de imprensa após a reunião extraordinária da Comissão Permanente de Concertação Social por video-chamada, no Ministério da Economia, em Lisboa, 16 de março de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Segunda fase do lay-off custa mais de 700 milhões de euros

Jorge Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP. Foto: direitos reservados

Rocha de Matos: IVA devia ser de 6% em todos os eventos para ajudar o turismo

Portugal deve ultrapassar os 5000 carros elétricos em 2017