Portugal é o terceiro país europeu com menos empregos disponíveis

Existem poucos empregos disponíveis em Portugal
Existem poucos empregos disponíveis em Portugal

Portugal foi o terceiro país da União Europeia com menos empregos disponíveis durante o primeiro trimestre. A taxa de empregos disponíveis no país foi de 0,6% - a par com Espanha, avançou o Eurostat esta terça-feira.

Apenas o Chipre
(0,2%) e Letónia (0,5%) registam valores mais baixos que Portugal. A Polónia também registou uma taxa de emprego mais baixa que Portugal (0,4%), mas os dados são referentes ao último trimestre de 2013.

Este valor fica muito abaixo da média da União Europeia de 1,6% e da média da zona euro de 1,6%.

O maior número de empregos disponíveis encontram-se mais a norte, com o motor da economia europeia, a Alemanha, a registar a maior taxa de emprego (2,9%). Segue-se o Reino Unido (2,1%), a Bélgica (2%) e a Suécia (1,9%).

Leia também:Custos laborais em Portugal crescem pelo quarto trimestre consecutivo

É de destacar, no entanto, que a taxa de empregos de Portugal subiu 0,2% para os 0,6% no primeiro trimestre, após quatro trimestres em que se manteve estável com 0,4%.

Analisando por sectores, foi nos serviços que a taxa de empregos disponíveis é mais elevada (0,9%), enquanto na indústria e construção registou uma taxa de 0,5%.

Nos restantes estados-membro, é na Alemanha que existe uma maior taxa de emprego no sector dos serviços (4,4%). Já no sector da indústria e construção é na Bélgica (2%) que se regista maior número de empregos disponíveis.

Veja também: O mapa mais preocupante da Europa: o do desemprego

Comparando com período homólogo, as maiores subidas no primeiro trimestre tiveram lugar no Reino Unido (+0,4%), Dinamarca e Alemanha (ambas com +0,3%). As maiores quedas tiveram lugar na Áustria, Bélgica e Espanha (todos com -0,2%).

Os dados do Eurostat confirmam assim que o mercado laboral português não consegue absorver toda a mão de obra disponível. A taxa de desemprego em Portugal foi de 14,6% em abril.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Tiago Melo

Crédito chega às famílias mas nunca foi tão baixo para as empresas

Francisco de Lacerda, CEO dos CTT

Especuladores têm aposta de 35 milhões na queda das ações dos CTT

Foto: DR

Luta pelos cargos de topo do BCE aquece. Espanha favorita no primeiro round

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Portugal é o terceiro país europeu com menos empregos disponíveis