exportações

Portugal fatura 85 mil milhões de euros em exportações em 2017

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: Paulo Cunha/LUSA
O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: Paulo Cunha/LUSA

Exportações totais da economia cresceram no ano passado 11,2%. Mercadorias avançam 10%, vendas de serviços mais 13%.

Em 2017, as exportações totais de bens e serviços subiram até ao maior valor de sempre, ou seja 85,3 mil milhões de euros, dos quais 55 mil milhões foram mercadorias e os restantes 30,3 mil milhões foram serviços, indicou o Banco de Portugal esta quarta-feira.

Assim, as exportações totais da economia cresceram no ano passado 11,2% em termos nominais, o ritmo mais elevado desde 2011. O aumento na subcomponente das vendas de bens, a mais importante, foi de 10,1% em 2017. Os serviços, onde estão turismo, transportes, consultorias, etc., cresceram 13,2%.

Destaque para o facto de a economia portuguesa ter faturado junto do estrangeiro (exportações) 15,1 mil milhões de euros em viagens e turismo no ano passado, o maior valor de que há registo, informou ainda esta quarta-feira o Banco de Portugal. O crescimento anual é de quase 20%, o dobro do ritmo de 2016.

O BdP destaca o comportamento notável deste sector, referindo que “o excedente da rubrica viagens e turismo aumentou 2030 milhões de euros face ao ano anterior, fixando-se em 10861 milhões de euros” em 2017.

A nota publicada pelo banco central informa ainda que no ano passado a posição comercial do País continua a ser positiva, mas está a perder essa margem por causa da forte subida das importações. As compras totais ao estrangeiro ascenderam a 83,6 mil milhões de euros (um aumento anual de 12,2%) e só não ultrapassaram as exportações totais porque as vendas de serviços compensaram, como referido.

“A balança de bens e serviços registou um excedente de 3511 milhões de euros, menos 305 milhões de euros do que no ano anterior. As exportações cresceram 11,2% (10,1% nos bens e 13,3% nos serviços) e as importações aumentaram 12,2% (12,6% nos bens e 10,5% nos serviços).”

O BdP repara ainda que “o aumento do excedente da balança de serviços, em 2158 milhões de euros, foi insuficiente para compensar o incremento do défice da balança de bens de 2463 milhões de euros”. É por isso que o excedente comercial da economia diminui os tais 305 milhões de euros.

(atualizado às 13h10)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A presidente do Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência (AdC), Margarida Matos Rosa. Fotografia:  TIAGO PETINGA/LUSA

Compra TVI. AdC ia chumbar operação que ia custar 100 milhões aos concorrentes

German Chancellor Angela Merkel and French President Emmanuel Macron attend a press conference after their meeting at the German government guesthouse Meseberg Palace in Meseberg, Germany, June 19, 2018. REUTERS/Hannibal Hanschke - RC1BEFE4FD20

Zona Euro com orçamento comum em 2021

Funcionários públicos e pensionistas descontam 3,5% para a ADSE

ADSE ganhou 4 mil novos beneficiários titulares

Outros conteúdos GMG
Portugal fatura 85 mil milhões de euros em exportações em 2017