Turismo

Portugal passou de lado B da Europa a destino “pop” para os brasileiros

Foto: DR
Foto: DR Fotografia: Global Imagens

Todos os dias mais popular entre os brasileiros, Portugal está a ser redescoberto no turismo como um país dono de uma identidade cultural singular

Todos os dias mais popular entre os brasileiros, Portugal está a ser redescoberto no turismo como um país dono de uma identidade cultural singular que está além das grandes cidades e até mesmo como destino de imigração.

Giuliana Miranda, jornalista responsável pelo blog “Ora Pois” e correspondente do jornal Folha de S. Paulo em Lisboa desde 2014, explicou à Lusa que a população brasileira tinha pouca curiosidade sobre Portugal, mas isto mudou drasticamente nos últimos dois anos.

“Durante muito tempos Portugal foi visto pelos brasileiros como uma espécie de lado B da Europa. Quando me mudei me perguntaram porque não fui para Londres. Havia um grande desconhecimento. Estou a perceber, porém, que existe enorme curiosidade sobre tudo o que se refere a Portugal”, disse.

Escrevendo para o público brasileiro quase todos os dias, a jornalista faz coberturas de temas sociais, económicos, políticos, culturais e histórias do quotidiano.

No blog “Ora Pois” onde mantém uma proximidade maior com os leitores, Giuliana Miranda dá dicas e explora curiosidades sobre Portugal que muitas vezes não têm espaço no jornal.

Por seu turno, Andrea Miramontes, editora de turismo do portal de notícias R7, da rede Record de Televisão, salienta que a facilidade de comunicação é outro fator determinante para esta redescoberta.

“É um país fácil de estar por causa da língua. Falamos a mesma língua e conseguimos nos entender bem. Os turistas daqui sentem que estão na Europa, mas também em casa. Sabemos que muita gente [do Brasil] não fala inglês, mas quer viajar. Ir para Portugal atende a este desejo”, destacou.

A jornalista do R7 considera que o público brasileiro tem mais interesse em roteiros turísticos complementares a uma visita à capital, evitando outros temas de atualidade.

“Os leitores pedem mais informações sobre o que tem para se fazer perto de Lisboa, como alugar um carro, novidades sobre hotéis, passeios e também informações sobre a gastronomia local”, disse a jornalista que escreve, pelo menos, uma vez por mês sobre Portugal.

“Tenho apresentado menos Lisboa e mais locais alternativos de passeios para quem quer mais do que é oferecido nos roteiros das agências de viagens”, comentou.

Em 2017, o número de turistas brasileiros que escolhem Portugal como destino de viagem aumentou 67% em relação a 2016, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados pelo Consulado Geral de Portugal em São Paulo.

Entre os principais países emissores de vistos turísticos, o Brasil foi também o que mais aumentou, percentualmente, os seus gastos para cerca de 167 milhões de euros (620 milhões de reais), que representa um crescimento de 61%.

Giuliana Miranda, da Folha de S. Paulo, chamou a atenção para o facto de que também tem sido procurada por pessoas que querem emigrar para Portugal.

“Existem muitas assessorias de imprensa e pessoas que têm empreendimentos e querem vender Portugal como a nova Miami. Estas assessorias usam dados que são uma parte [da realidade] (..) Brasileiros ricos estão mesmo se mudando para Portugal para fugir da violência, porém, pessoas com baixa qualificação continuam vindo para cá e são mal recebidas”, salientou.

Giuliana Miranda citou, como exemplo deste problema, uma mudança recente no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal que tornou mais difícil a legalização daqueles que viajaram com visto de turista e conseguiram trabalho em Portugal.

“Isto é um assunto delicado muito pouco retratado nos ‘media’ brasileira. Imigrantes aqui ficaram numa espécie de limbo e esperam entre 7 e 8 meses para se legalizar. Portugal recebe muito bem os turistas, quem tem visto gold e os estudantes, mas ainda existe algo de complicado no tratamento dos imigrantes”, apontou.

“Tento explicar estes problemas para as pessoas, mas ecoa muito a imagem de que Portugal é um Eldorado, um país incrível sem problemas, sem violência”, finalizou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Trabalhadores da Autoeuropa pararam produção a 30 de agosto pela primeira vez na história da fábrica. Fotografia: JFS / Global Imagens

Autoeuropa. Guerra dos horários termina com pré-acordo

Armando Pereira, Cláudia Goya e Michel Combes

Altice “nega que Cláudia Goya esteja de saída”

Fotografia: Alvaro Isidoro/Global Imagens

Novo Banco com prejuízo de 419 milhões de euros até setembro

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Conteúdo TUI
Portugal passou de lado B da Europa a destino “pop” para os brasileiros