Portugal recebeu 24 milhões de hóspedes em 2017

Em 2017, cresceram o número de hóspedes que estiveram em Portugal, bem como as dormidas e os proveitos.

Mais hóspedes, mais dormidas e maiores proveitos. O ano de 2017 foi positivo para a atividade turística em Portugal. Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que o alojamento turístico registou 24,1 milhões de hóspedes em 2017, mais 13% que no ano anterior.

As dormidas aumentaram quase 11% para 65,8 milhões, impulsionadas sobretudo pelo mercado externo. As dormidas de não residentes superaram os 47 milhões, o que representa um crescimento de 12% face a 2016. O mercado doméstico foi responsável por 18,8 milhões de dormidas, mais 7,3%.

O principal mercado emissor continua a ser o britânico. Representa 21% do total de dormidas de não residentes e, no ano passado, teve um aumento de quase 3%. O mercado germânico, o segundo com maior relevo - tendo um peso de quase 14% no número de dormidas de estrangeiro - teve um crescimento forte, tendo aumentado mais de 11%. Dos mercados francês e espanhol vieram para Portugal mais 5,2% e 7% de turistas, respetivamente, indicam os dados do INE.

Infografia: Instituto Nacional de Estatística

Os proveitos totais na hotelaria ascenderam a 3,3 mil milhões de euros, mais 18% e os de aposento a 2,4 mil milhões de euros.

Algarve, o principal destino

"A evolução das dormidas nas regiões foi globalmente positiva, com realce para os crescimentos registados na RA Açores (+20,6%) e Centro (+19,9%)", escreve o INE. O Algarve continua a ser o principal destino turístico em solo nacional, sendo responsável por 31% das dormidas registadas em Portugal no ano passado. A região de Lisboa segue a par e passo, sendo a segunda mais procurada.

Quase 72% dos turistas em Portugal - nacionais e estrangeiros - ficaram nos hotéis. A segunda opção principal recaiu sobre os hotéis-apartamentos. De referir ainda que, o alojamento local recebeu no ano passado 3,4 milhões de hóspedes, mais 29% que no ano anterior. Até julho do ano passado, existiam em Portugal 2 663 estabelecimentos, que disponibilizaram 66,6 mil camas, indica o gabinete de estatística.

(Notícia atualizada pela última vez às 12:03)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de