Turismo

Portugal recebeu mais 30% de turistas do Canadá em 2017

Canadá

O Canadá como ponto de origem de turistas para Portugal cresceu 30% em 2017, ultrapassando os 230 mil hóspedes.

Os dados são do cônsul-geral de Portugal em Montreal, José Guedes de Sousa, que salienta o “grande crescimento” no mercado emissor Canadá, considerando que este é um país “com muitas potencialidades”.

O cônsul-geral falava a bordo do navio-escola Sagres, que se encontra no porto de Halifax e onde decorreu uma ação de promoção no âmbito do projeto “Norte – com um pé dentro…”, que está a ser implementado pela Associação dos Empresários Turísticos do Douro e Trás-os-Montes (AETUR), com sede em Vila Real.

Halifax é a capital da província de Nova Escócia, no oeste do Canadá, que se insere na área de jurisdição do Consulado-Geral de Portugal em Montreal.

José Guedes de Sousa referiu que o “número de turistas com origem no Canadá para Portugal cresceu cerca de 30% em 2017”, ultrapassando “os 230 mil hóspedes”.

O responsável elencou ainda o aumento das ligações aéreas entre os dois países e deu como exemplo o regresso da TAP a Toronto, bem como a nova rota aberta pela Air Canada entre Lisboa e o principal aeroporto de Montreal.

O cônsul-geral falou “num movimento muito grande” entre os dois países e contou que tem sido constantemente interpelado por pessoas que estiveram em Portugal recentemente ou vão fazer uma viagem a Portugal nos próximos meses.

Um dinamismo que considerou que se repercute em outras áreas de atividade, como o setor dos vinhos.

“O Canadá oferece muitas e variadíssimas oportunidades. Essas potencialidades são cada vez maiores com o novo acordo de comércio entre a União Europeia e o Canadá”, referiu.

João Paulo Costa, encarregado de negócios da Embaixada Portuguesa no Canadá, saudou a iniciativa da AETUR em Halifax, que teve como objetivo promover o turismo e os vinhos do Douro e de Trás-os-Montes.

“É uma oportunidade de estabelecer contactos, de dar informação e juntar um conjunto de entidades que promovam o turismo. Portugal é, neste momento, um destino de interesse, popular, e temos todas as razões para o rentabilizar”, referiu.

João Paulo Costa destacou ainda o papel desempenhado pelo navio-escola Sagres que também ajuda a promover Portugal.

O veleiro estabeleceu uma parceria com a AETUR e, tem sido, por várias vezes, o palco escolhido para a realização de eventos organizados pela associação portuguesa.

A missão empresarial realizada no âmbito do “Norte — com um pé dentro” termina em Halifax, depois de ter passado por Toronto, também no Canadá, e ainda Boston e Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

O projeto prevê um investimento total de 600 mil euros e é cofinanciado em cerca de 340 mil euros pelo FEDER, através do Compete 2020.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Banco de Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Pingo Doce

PD. Sindicato quer impugnar no Tribunal “golpada” no referendo do banco de horas

Hiper Pingo Doce__00266

Sindicato leva banco de horas do Pingo Doce a tribunal

Portugal recebeu mais 30% de turistas do Canadá em 2017