retalho

Portugal tem maior queda mensal nas vendas a retalho em junho

Em Portugal as vendas a retalho subiram

Em termos mensais, Portugal liderou a lista dos Estados-membros com maior queda neste indicador, seguido pela Irlanda e pela Eslovénia.

Portugal contrariou, em junho, a tendência de subida mensal registada nas vendas a retalho na União Europeia (UE) e na zona euro e teve a maior queda entre os Estados-membros, divulgou hoje o gabinete de estatísticas comunitário.

De acordo com dados hoje divulgados pelo Eurostat, o volume de vendas a retalho cresceu 1,2% na UE e 1,1% na zona euro em junho relativamente ao mês anterior, variação também verificada na comparação homóloga, na qual o índice (ajustado com efeitos de calendário) das vendas a retalho aumentou 2,8% na UE e 2,6% na zona euro.

Em termos mensais, Portugal liderou a lista dos Estados-membros com maior queda neste indicador (-0,9%), seguido pela Irlanda (-0,8%) e pela Eslovénia (-0,5%).

Em sentido inverso, os maiores aumentos mensais registaram-se na Croácia (+6,8%), na Alemanha (+3,5%) e na Polónia (+2,8%).

Já em termos homólogos, relativamente a junho de 2018, a maior diminuição nas vendas a retalho teve lugar na Eslováquia (-0,4), enquanto os maiores acréscimos aconteceram na Croácia (+ 7,4%), na Lituânia e na Roménia (+ 5,7% cada) e em Malta (+ 5,6%).

Face ao mesmo mês do ano passado, Portugal teve uma subida de 4,6% nas vendas a retalho.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Portugal tem maior queda mensal nas vendas a retalho em junho