Eurobarómetro

Portugueses são dos que mais se opõem ao aumento da idade da reforma – inquérito

Reformados exigem aumentos das pensões nos mesmo termos dos salários
Reformados exigem aumentos das pensões nos mesmo termos dos salários

Apenas 19% dos portugueses concordam com o aumento da idade da reforma para garantir a sustentabilidade do regime de pensões, o terceiro valor mais baixo entre os países da zona euro, revela um inquérito divulgado hoje pela Comissão Europeia.

O Eurobarómetro sobre a zona euro publicado em Bruxelas revela que em todos os Estados-membros uma maioria dos cidadãos se opõe ao aumento da idade de reforma (apoiado em média por apenas 27% dos inquiridos dos 19 países do espaço monetário único).

Os países onde a medida é mais impopular são a Letónia (13% de opiniões favoráveis), a Eslováquia (18%), Portugal e Itália (ambos com 19%).

Por outro lado, Portugal é dos países onde mais cidadãos consideram que “o Governo deve poupar mais hoje para preparar as finanças públicas para o envelhecimento da população”, ideia defendida por 86% dos portugueses inquiridos, valor bastante acima da média europeia (77%), e apenas superado por Malta (93%) e Irlanda (88%).

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Fotografia: TIAGO PETINGA/LUSA

Novo Banco prevê redução de 1,7 mil milhões de malparado em 2020

Sede do Novo Banco, ex-BES, na Avenida da Liberdade.
(Ângelo Lucasl / Global Imagens )

Novo Banco não afasta que possa vir a pedir mais capital ao Fundo de Resolução

Portugueses são dos que mais se opõem ao aumento da idade da reforma – inquérito