Portugueses "trocam" compras nas lojas pelo online. Em dezembro subiram 41%

Gasto em lojas físicas subiu 4,3% face a novembro para 38,9 euros, apesar da quebra de 14% no número de compras.

Os portugueses estão a "trocar" as compras em lojas físicas, enquanto as online não param de crescer. Só nas duas primeiras semanas de dezembro as transações online na rede multibanco subiram 41%, segundo os dados mais recentes da SIBS Analytics. Em contraciclo, as de lojas físicas recuaram 14% em relação a igual período do ano passado.

A pandemia - com novas medidas de restrição afetando o retalho físico - e com o Natal à porta, vindos de um mês de Black Friday, o online parece ser a opção mais usada pelos portugueses na hora de fazer compras. Na primeira quinzena de dezena, as compras online subiram 41%, face ao ano passado, mais dois pontos percentuais do que o registado em novembro.

Os mais recentes dados do SIBS Analytics revelam que as compras online voltam a ser um indicador relevante para compreender as alterações de consumo em Portugal, continuando a crescer em contraciclo com a quebra do consumo em loja. Nas duas primeiras semanas de dezembro, as compras online aumentaram 41% em comparação com o mesmo período do ano passado, acentuando em dois pontos percentuais o crescimento assinalado no mês de novembro.

"O peso acumulado dos setores de Entretenimento, Cultura & Subscrições, Comércio Alimentar & Retalho, e Restauração, Food Delivery & Takeaway voltou a crescer dentro do número total de compras no canal digital. Estes setores representaram, nas duas primeiras semanas do mês de dezembro, 41% do total de compras online, mais 13 pontos percentuais do que no período anterior à pandemia e mais um ponto percentual do que em novembro", refere a Sibs Analytics.

Em média os consumidores gastaram 36,6 euros, menos 3,7% do que face ao mês anterior.

E nas lojas?

Em contrapartida, pese embora o recuo de 14% nas compras em lojas físicas, usando a rede Multibanco, face a igual período do ano passado, o valor médio das compras registado nas duas primeiras semanas de dezembro foi de 38,9 euros, uma subida de 4,3% face ao mês de novembro.

"Na primeira metade do mês de dezembro, houve uma ligeira alteração do peso dos bens essenciais (Super & Hipermercados e Pequena distribuição Alimentar, Farmácias e Parafarmácias) no total de compras físicas em Portugal, aproximando-se dos valores anteriores ao início da pandemia", refere a Sibs Analytics.

"A menor concentração do consumo traduziu-se num peso de 46% dos bens essenciais nas compras em loja em Portugal, menos dois pontos percentuais do que no mês de novembro e dois pontos percentuais acima dos 44% registados nos dois primeiros meses de 2020. 54% das compras na primeira quinzena de dezembro registaram-se nos restantes setores de atividade", descreve a Sibs Analytics.

A pandemia está igualmente a alterar os métodos de pagamento, com os sistema sem contacto a ganhar expressão, tanto nas compras online, como nas físicas, como os pagamentos em loja com o telemóvel através do serviço MB WAY a cresceram 286% face à primeira quinzena de dezembro de 2019 e as compras online a subir 240%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de