Prazo para pedir plano de prestações por contribuições adiadas alargado até final de maio

Pagamentos por contribuições adiadas em 2020 serão feitos a partir de julho, tal como previsto.

As empresas e trabalhadores independentes que pediram o adiamento do pagamento de contribuições sociais devidas nos meses de novembro e dezembro do ano passado vão poder pedir o plano para pagamento a prestações até ao dia 31 de meio, indica nesta quarta-feira o Instituto de Segurança Social.

A data para iniciar o pagamento das prestações em falta não muda - será no mês de julho - mas a Segurança Social dá mais três meses para adesão aos planos, cujo prazo deveria terminar nesta sexta-feira. Agora, corre até 31 de maio.

"O prazo para registar o pedido de plano prestacional para regularização dos montantes de contribuições diferidas, dos meses de novembro e dezembro de 2020, foi alargado até ao dia 31 de maio de 2021", informa a Segurança Social.

O pagamento faseado vai ocorrer ao longo do segundo semestre deste ano, em prestações mensais sucessivas, sem juros de mora, com a primeira prestação a ter de ser paga até ao final de julho.

A medida, que deve ser pedida no site da Segurança Social Direta, destina-se a recibos verdes que pediram o adiamento de contribuições relativas aos meses de novembro e dezembro, bem como a entidades empregadoras com menos de 250 trabalhadores, do sector privado ou social, desde que tenham entregado as quotizações devidas pelos salários dos trabalhadores nesses meses.

Recorde-se também que, até ao final de março, está ainda suspensão a execução por dívidas à Segurança Social, assim como os planos de regularização a prestações que estejam em curso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de