Habitação

Preço das casas no Porto bateu recordes no primeiro trimestre

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens
Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Dados da Confidencial Imobiliário mostram que, no arranque de 2019, o preço do metro quadrado no Porto atingiu um máximo histórico.

Comprar uma casa de 100 metros quadrados no Porto já custa mais de 210 mil euros. Segundo a Confidencial Imobiliário (CI), uma plataforma que analisa transações de imóveis, o preço do metro quadrado no Porto atingiu um máximo histórico no primeiro trimestre de 2019.

A análise publicada esta segunda-feira mostra que entre janeiro e março, o metro quadrado no Porto foi vendido, em média, a 2 124 euros. No trimestre anterior o valor rondava os 2085 euros.

Segundo a plataforma, o mercado imobiliário do Porto é o que mais valoriza a nível nacional. No espaço de um ano os preços aumentaram 28,8%.

A Confidencial Imobiliário começou a monitorizar as transações de imóveis em Portugal em 2007. Desde então, só entre meados desse ano e o início de 2008 é que o preço do metro quadrado no Porto tinha ultrapassado o patamar dos dois mil euros.

Em três freguesias da cidade os valores estão mesmo acima da média. A União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, S. Nicolau e Vitória é a mais cara, com uma média de preços de 2 682 por metro quadrado.

Seguem-se a União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde e a União de Freguesias de Lordelo do Ouro e Massarelos, com preços de 2 612 euros e 2 303 euros, respetivamente.

Campanhã é a freguesia mais acessível, com o valor do metro quadrado a situar-se nos 1 291 euros.

A análise da CI está em linha com a tendência verificada pelo Instituto Nacional de Estatística, segundo o qual os preços no Porto subiram 22% no primeiro trimestre para um valor mediano de 1682 euros, mais 303 euros face ao período homólogo.

Ainda assim, destaca a CI, os preços das casas já estão a subir a um ritmo menos acelerado face aos trimestres anteriores.

Em Lisboa, no mesmo trimestre, o metro quadrado foi vendido em média por 3 561 euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Combustíveis

Petróleo sobe em flecha. “Não haverá impacto perturbador nas nossas algibeiras”

Outros conteúdos GMG
Preço das casas no Porto bateu recordes no primeiro trimestre