Educação

Preço dos manuais escolares não vai subir no próximo ano letivo

O preço dos manuais escolares vai manter-se no próximo ano letivo, anunciou hoje o Ministério da Educação.

O preço dos manuais escolares vai manter-se no próximo ano letivo, anunciou hoje o Ministério da Educação, referindo-se ao acordo celebrado com a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Assim, em setembro, os preços dos livros escolares vão ficar congelados, contrariando a tendência dos últimos quatro anos em que se registaram aumentos, anunciou o Ministério da Educação (ME) em comunicado enviado às redações.

“Este acordo permitirá aliviar a pressão dos encargos com educação nos orçamentos das famílias portuguesas”, defende o gabinete de imprensa do Ministério.

O acordo define ainda que no ano letivo seguinte (de 2017/2018), “a variação do preço dos manuais escolares vai seguir a taxa de inflação”.

Já no caso das famílias com crianças a frequentar o 1.º ciclo, o Ministério da Educação decidiu que os manuais seriam gratuitos.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lagarde centeno coronavirus

BCE. Portugal está amarrado aos bancos outra vez e isso é mau

Fotografia: Mário Cruz/EPA

Presidente da República acompanha preocupação sobre retoma de rotas da TAP

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Preço dos manuais escolares não vai subir no próximo ano letivo