Educação

Preço dos manuais escolares não vai subir no próximo ano letivo

O preço dos manuais escolares vai manter-se no próximo ano letivo, anunciou hoje o Ministério da Educação.

O preço dos manuais escolares vai manter-se no próximo ano letivo, anunciou hoje o Ministério da Educação, referindo-se ao acordo celebrado com a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Assim, em setembro, os preços dos livros escolares vão ficar congelados, contrariando a tendência dos últimos quatro anos em que se registaram aumentos, anunciou o Ministério da Educação (ME) em comunicado enviado às redações.

“Este acordo permitirá aliviar a pressão dos encargos com educação nos orçamentos das famílias portuguesas”, defende o gabinete de imprensa do Ministério.

O acordo define ainda que no ano letivo seguinte (de 2017/2018), “a variação do preço dos manuais escolares vai seguir a taxa de inflação”.

Já no caso das famílias com crianças a frequentar o 1.º ciclo, o Ministério da Educação decidiu que os manuais seriam gratuitos.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Kevin Coombs)

Acordo para o brexit com pouco impacto para Portugal

Manifestante contra o Brexit junto ao Parlamento britânico. (REUTERS/Hannah Mckay )

P&R. O que acontece com o acordo do Brexit?

Britain's Prime Minister Boris Johnson reacts as he gives a closing speech at the Conservative Party annual conference in Manchester, Britain, October 2, 2019.  REUTERS/Phil Noble - RC1B2A606800

Boris Johnson diz a deputados que é “urgente” aprovação de novo acordo

Outros conteúdos GMG
Preço dos manuais escolares não vai subir no próximo ano letivo