Índice de preços ao consumidor

Preços afundam em maio. Taxa de inflação cai para -0,7%

Fotografia: Pixabay
Fotografia: Pixabay

Estimatica rápida do INE aponta para uma quebra mais acentuada dos preços dos produtos energéticos. Apenas a alimentação teve variação positiva.

A pandemia de covid-19 está a provocar grande erosão nos preços dos produtos. Em maio a inflação terá sido de -0,72% face ao mesmo mês do ano passado, indica a estimativa rápida do Instituto nacional de Estatística (INE).

“Tendo por base a informação já apurada, a taxa de variação homóloga do índice de preços no consumidor (IPC) terá sido -0,7% em maio de 2020, taxa inferior em 0,5 pontos percentuais (p.p.) à registada em abril”, aponta o INE.

A informação ainda não está totalmente apurada, mas a evolução aponta para uma queda generalizada dos preços. Os dados definitivos vão ser publicados no dia 12 de junho.

Excluindo os produtos alimentares não transformados e energéticos – a chamada inflação subjacente que é menos sensível a choques temporários -, a inflação terá registado uma variação de -0,4% (inferior em 0,2 p.p. à registada em abril.

Já os produtos energéticos registaram uma quebra acentuada face a 2019, com uma variação homóloga de -11,2%. Em abril já tinha sido de -9,4%, reforçando a trajetória e que estará relacionada com a baixa do preço do petróleo.

Face ao mês de abril, a inflação terá “diminuído 0,4% (em abril, a variação mensal foi 0,3% e em maio de 2019 foi 0,1%). Estima-se uma variação média nos últimos doze meses de 0,1%, valor inferior em 0,1 pontos percentuais ao registado no mês precedente”, indica o destaque publicado esta sexta-feira, 29 de maio.

Notícia atualizada às 10h03 com mais informação

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

Preços afundam em maio. Taxa de inflação cai para -0,7%