Juros

Jerome Powell sinaliza abertura da Fed para cortar taxas

Jerome Powell, presidente da Fed. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts
Jerome Powell, presidente da Fed. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts

Powell, ouvido no Congresso, sublinhou os riscos para a economia da tensão comercial entre EUA e China. O mercado acredita num corte de taxas até ao final do mês.

O presidente da Reserva Federal norte-americana está a ser ouvido esta quarta-feira no congresso norte-americano, e numa intervenção preparada disse que “parece que a incerteza em torno das tensões comerciais e preocupações sobre a força do crescimento global continuam a pesar nas perspetivas para a economia dos EUA”. As palavras de Powell, citado pela agência Bloomberg, levam os analistas a acreditar num possível corte das taxas na próxima reunião da Reserva Federal, nos dias 30 e 31 deste mês.

O presidente da Fed tem estado sobre pressão de Donald Trump para seguir uma política monetária mais expansionista, mas Powell tem-se mantido firme na prossecução dos objetivos de máximo emprego e estabilidade de preços, defendendo a independência da instituição.

O mercado acreditava que a Fed ia manter as taxas na próxima reunião, tendo em conta os bons números do relatório do emprego, mas agora antecipa um corte.

Ao congresso, Powell explicou que a “incerteza sobre o outlook aumentou nos últimos meses”, e o “momentum económico aparenta ter abrandado nalgumas das maiores economias estrangeiras, e essa fraqueza poderá afetar a economia dos EUA. Além disso, um conjunto de questões de política carecem ainda de resolução, incluindo desenvolvimentos no comércio, o teto de dívida federal e o brexit“.

 

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

Greve ao sábado preocupa petrolíferas mas não são esperadas ruturas

TIAGO PETINGA/LUSA

Sindicato faz greve “cirúrgica” às horas extra entre 7 e 22 de setembro

Outros conteúdos GMG
Jerome Powell sinaliza abertura da Fed para cortar taxas