Espanha

Primeiro-ministro espanhol anuncia na sexta-feira se convoca ou não eleições

Primeiro-ministro espanhol Pedro Sanchez. Rabat, Marrocos. Morocco  19 de novembro de 2018. REUTERS/Youssef Boudlal
Primeiro-ministro espanhol Pedro Sanchez. Rabat, Marrocos. Morocco 19 de novembro de 2018. REUTERS/Youssef Boudlal

Chumbo da proposta de Orçamento no parlamento poderá levar a eleições antecipadas em Espanha.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciará na sexta-feira após a reunião do Conselho de Ministros a sua decisão de convocar ou não eleições antecipadas, segundo fontes do Palácio da Moncloa.

A decisão de Sánchez será conhecida dois dias depois de a proposta de Orçamento Geral do Estado espanhol para 2019 ter sido rejeitada no Congresso dos Deputados (câmara baixa do parlamento) com os votos da ERC (Esquerda Republicana de Catalunha) e do PDeCAT (Partido Democrático Europeu da Catalunha), que se juntaram ao PP (Partido Popular, direita), Cidadãos (direita liberal), Foro Asturias (regionalista) e Coligação Canárias (regionalista).

O orçamento foi chumbado com 191 a favor, 158 contra e uma abstenção.

Pedro Sánchez e vários dirigentes socialistas têm afirmado que, sem orçamento, a legislatura, que deveria terminar em meados de 2020, seria “encurtada”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EDP_ENGIE2

EDP e Engie investem até 50 mil milhões para serem líderes em eólicas no mar

EDP_ENGIE2

EDP e Engie investem até 50 mil milhões para serem líderes em eólicas no mar

Da esquerda para a direita: Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado das Finanças, Angel Gurría, secretário-geral da OCDE, e Pedro Siza Vieira, ministro da Economia. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens

OCDE. Dinamismo das exportações nacionais tem o pior registo da década

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Primeiro-ministro espanhol anuncia na sexta-feira se convoca ou não eleições