Visita de Estado

Marcelo abre seminário empresarial no último dia de visita ao México

Fotografia: Paulo Novais / Lusa
Fotografia: Paulo Novais / Lusa

O Presidente da República vai intervir hoje num seminário com empresários portugueses e mexicanos

O Presidente da República vai intervir hoje num seminário com empresários portugueses e mexicanos, no último dia da curta visita de Estado ao México, de menos de 48 horas, com forte caráter económico.

Antes de regressar a Lisboa, em avião comercial, às 12:50 (18:50 em Lisboa), com escala em Madrid, Marcelo Rebelo de Sousa irá ainda visitar o Museu Frida Kahlo, na casa onde a pintora nasceu, viveu e morreu, em Coyoacán, na zona sul da Cidade do México.

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, que acompanhou o Presidente da República nesta deslocação aos Estados Unidos Mexicanos, também discursará no seminário empresarial “México e Portugal – uma viagem comum”, no hotel onde está instalada a comitiva portuguesa, no bairro de Polanco.

Neste seminário estarão representadas cerca de 40 empresas portuguesas que fazem parte da missão empresarial organizada pela Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal (AICEP) para acompanhar esta visita de Estado.

Entre as empresas inscritas estão a construtura Mota-Engil, o grupo Visabeira, a farmacêutica Bial, a EDP Renováveis e a Efacec, os bancos Millennium BCP e Santander Totta, a Vista Alegre, a empresa de maquinaria Siroco, a rede de ginásios VivaFit, a tecnológica WeDo e a empresa de materiais de construção Revigrés.

O chefe de Estado chegou à Cidade do México, no domingo, com uma comitiva que inclui, além do ministro da Economia, a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, o presidente da AICEP, Luís de Castro Henriques, e uma delegação parlamentar composta pelos deputados Luís Campos Ferreira, do PSD, Edite Estrela, do PS, Nuno Magalhães, líder parlamentar do CDS-PP, e Rita Rato, do PCP.

Na segunda-feira, inaugurou os escritórios da Mota-Engil na capital mexicana, e foi recebido pelo Presidente do México, Enrique Peña Nieto, no Palácio Nacional, e pelo chefe do Governo da Cidade do México, Miguel Ángel Mancera, de quem recebeu as chaves da cidade, uma das maiores metrópoles do mundo.

Este foi o oitavo país a que Marcelo Rebelo de Sousa se deslocou em visita de Estado desde que tomou posse como Presidente da República, em março de 2016, depois de Moçambique, Suíça, Cuba, Cabo Verde, Senegal, Croácia e Luxemburgo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MIGUEL A. LOPES/LUSA

Governo reconhece progressões a 344 mil trabalhadores, pelo menos

Faria de Oliveira, presidente da APB

APB garante que bancos vão refletir Euribor negativa nos créditos à habitação

Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos. REUTERS/Leah Millis

Trump põe tudo na mesa. Parada na guerra com China sobe para 500 mil milhões

Outros conteúdos GMG
Marcelo abre seminário empresarial no último dia de visita ao México