Imobiliário

Procura e venda de casas desacelera no verão

atividade imobiliária

Falta de oferta é uma das razões para a desaceleração da atividade, mas também a moderação das expectativas que se têm sentido nos últimos tempos.

O início do verão traduziu-se no abrandamento do mercado imobiliário, com o crescimento das vendas e da procura de casas a desacelerar no mês de junho, de acordo com o inquérito mensal Portuguese Housing Market Survey, realizado pela RICS e pela Confidencial Imobiliário (Ci).

Ricardo Guimarães, diretor do Ci, explica que não é a primeira vez que este mercado regista um declínio no período de verão. A falta de oferta é uma das razões para a desaceleração da atividade, mas também se deve à moderação das expectativas que se têm sentido nos últimos tempos.

O sentimento dos operadores de mercado quanto à atividade transacional tem vindo a arrefecer nos últimos meses, apresentando o resultado mais modesto desde outubro de 2013, ainda que as expetativas relativas às vendas se mantenham positivas para todas a regiões no curto-prazo. “Alguns agentes inquiridos notam haver agora um novo clima entre os investidores, que estarão mais cautelosos quer devido ao atual nível de preços, como em resultado das alterações legais que têm estado em perspetiva nos meses mais recentes”, diz o diretor da Ci.

Apesar do abrandamento, a procura de casas foi mais acentuada no Porto e manteve-se praticamente inalterada em Lisboa e no Algarve. Relativamente às vendas, também foi notória a assimetria regional, com o Porto a registar um crescimento firme, Lisboa a crescer apenas marginalmente e o Algarve a recuar ligeiramente.

Junho tornou-se no 15.º mês consecutivo em que a entrada de novas casas para venda no mercado nacional diminui.

Por outro lado, o que tem aumentado são as empresas de Mediação Imobiliária. O relatório da Keller Williams, KW Portugal Real Estate Insights, revela que existiam em junho, 6025 empresas em atividade, mais 96 do que no mês anterior, e mais 795 do que no mesmo mês em 2017.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

Fotografia: REUTERS/Brendan McDermid

Principais bancos em Portugal vão continuar a reduzir exposição ao imobiliário

SaudiAramco

Petrolífera Aramco consegue maior entrada em bolsa da história

Outros conteúdos GMG
Procura e venda de casas desacelera no verão