Produção eólica atinge 90% do consumo nacional

O recorde foi duplo. Produção diária e potência máxima atingiram valores históricos.

O primeiro dia de fevereiro ficou marcado pelo novo máximo histórico de produção eólica diária. O Sistema Elétrico Nacional registou neste dia o recorde tanto na produção diária (102,8 GWh) como na potência máxima (4594 MW).

Em comunicado enviado às redações, a REN conta que neste dia, o share de produção eólica foi de 63% e, à hora de ponta eólica, a produção correspondia a 90% do consumo nacional, sendo que 3,7% teve como destino a exportação.

"Este novo recorde histórico de produção eólica diária em Portugal segue-se ao máximo atingido pouco mais de uma semana antes, no dia 23 de janeiro, quando a produção diária foi de 101,9 GWh, o que correspondeu a 61% do consumo diário", pode ler-se na nota.

Atualmente, estão instalados 5150 MW nas centrais eólicas, que abastecem em média cerca de 25% do consumo nacional. No ano passado, a produção de energias limpas abasteceu 52% do consumo nacional, "mais saldo exportador, repartida pela eólica e hidroelétrica, ambas com 23%, biomassa com 5% e fotovoltaica com 1,5%.".

A REN destaca o esforço que tem vindo a desenvolver, no sentido de criar as "condições necessárias, quer ao nível do desenvolvimento e operação da Rede, quer na sofisticação das suas funções de Gestão do Sistema, para uma persecução sustentável de metas mais ambiciosas de integração de renováveis, em resposta às Políticas Energéticas Nacionais e Comunitárias de descarbonizarão da Economia".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de