empreendedorismo social

Gulbenkian apoia projetos de intervenção social em 3,5 milhões

Fundação Gulbenkian
Fundação Gulbenkian

Metade do financiamento total será aplicado em projetos de participação cívica e de sensibilização para os direitos humanos.

O Programa Cidadãos Ativ@s vai financiar 48 projetos de intervenção social, promovidos por organizações não-governamentais (ONG) portuguesas, em cerca de 3,5 milhões de euros, anuncia a Fundação Calouste Gulbenkian em comunicado, esta sexta-feira. Os projetos selecionados, entre quase 200 candidaturas, vão ser implementados em Portugal continental e nos Açores, ao longo dos próximos três anos.

Metade do financiamento será aplicado em projetos de participação cívica e de sensibilização para os direitos humanos. Projetos focados no empoderamento de grupos vulneráveis da população também vão receber uma parte significativa deste apoio, que provém de recursos públicos da Noruega, Islândia e Liechtenstein (EEA Grants) e que está a ser gerido por um consórcio entre a Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa) e a Fundação Bissaya Barreto (Coimbra).

Cerca de metade dos projetos será implementada fora das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, sendo que as crianças e os jovens, sobretudo em contexto escolar, são o principal público-alvo. Na área dos direitos humanos, os projetos selecionados focam-se nos “direitos das pessoas com problemas de saúde mental, nos direitos dos idosos em situação de isolamento, na promoção da igualdade de género na educação pré-escolar, o combate à prostituição, as relações saudáveis entre os mais jovens, e o direito a uma alimentação e nutrição adequadas”.

Em 22 dos 48 projetos aprovados, “o financiamento será exclusivamente dirigido para que as ONG portuguesas possam, a curto prazo e com a ajuda de especialistas externos, elaborar diagnósticos das suas próprias necessidades organizacionais e definir planos estratégicos que possam colmatar carências e potenciar os seus pontos fortes nas atividades a que se dedicam”, lê-se na nota.

Os resultados do concurso, assim como as entidades promotoras dos projetos e os montantes atribuídos, serão publicados no portal do programa após a contratualização destes apoios.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A Loja das Conservas tem um restaurante para promover o consumo deste produto. Fotografia: Leonardo Negrão/Global Imagens

Turistas fazem disparar vendas de conservas portuguesas

Miguel Gil Mata,  presidente executivo, da Sonae Capital, nos estúdios da TSF.
Foto: Reinaldo Rodrigues/Global Imagens

Sonae reduz portefólio Imobiliário e investe em Energia

Fotografia: DR

Elliott quer EDP nas renováveis. Mas tem forçado vendas nos EUA

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Gulbenkian apoia projetos de intervenção social em 3,5 milhões