Projetos de Lisboa, Porto, Foz Tua e Tomar distinguidos em 2020

Concorreram 76 projetos oriundos de 18 concelhos do país ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2020.

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2020 distinguiu, este ano, 12 projetos entre Lisboa, Porto, Foz Tua e Tomar, de um total de 76 que se apresentaram a concurso e que representam mais de 192 mil metros quadrados de área intervencionada.

O concelho de Lisboa recebeu o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana nas áreas de habitação (com o projeto Faria Palace), turismo (The One Palácio da Anunciada) - este galardão foi atribuído em ex-aequo com o Hotel Tipografia do Conto, no Porto -, reabilitação estrutural (D. Carlos I) e eficiência energética (Aguiar 84).

O Porto foi distinguido nas áreas de turismo, como já referido, comercial & serviços (Braamcamp 119) e impacto social (Super Bock Arena - Pavilhão Rosa Mota).

Receberam ainda um galardão específico os projetos Igreja de Nossa Senhora do Loreto, em Lisboa, e Hotel Tipografia do Conto, no Porto.

Tomar foi distinguido pela melhor intervenção de restauro (com o projeto da Sinagoga de Tomar e Museu Luso-Hebraico Abraão Zacuto) e Foz Tua (em Carrazeda de Ansiães) pela melhor intervenção inferior a 1.000 metros quadrados (Centro Interpretativo do Vale do Tua).

Nesta oitava edição, foi ainda galardoado com o prémio especial do Júri, o projeto de reabilitação da Escola de Midões, resultante de uma ação de responsabilidade social de várias empresas do setor imobiliário.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de