Sondagem

PS de Costa no limiar da maioria absoluta; Chega ultrapassa o Bloco

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, discursou na Convenção Nacional do PS. Fotografia: Manuel de Almeida / LUSA
O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, discursou na Convenção Nacional do PS. Fotografia: Manuel de Almeida / LUSA

Sondagem da Pitagórica para o JN e a TSF projeta um resultado de 44,8% e deixa os socialistas ainda mais longe do PSD (24,1%). O Chega está em queda (6,4%) mas rouba o terceiro lugar ao Bloco (6,1%).

Os passos trocados de António Costa e Mário Centeno não resultaram no trambolhão que se poderia esperar. Bem pelo contrário. Segundo a mais recente sondagem da Pitagórica para o JN e a TSF, o PS está no limiar de uma maioria absoluta (44,8%) e cada vez mais longe do PSD, que até recupera (24,1%). Outro dado assinalável é que o Chega, mesmo em queda, consegue passar para terceiro (6,4%), ultrapassando o BE (6,1%). A CDU melhora e entra na luta pelo pódio (5,8%). Seguem-se o PAN, em recuperação (3,3%), o CDS, que estanca as perdas (2,8%), e a Iniciativa Liberal, em baixa (1,6%).

O país político e mediático entusiasmou-se, em maio, com a novela à volta do pagamento de 850 milhões de euros ao Novo Banco; com a evidente falta de sintonia entre o primeiro-ministro e seu ministro das Finanças; e ainda mais quando o presidente da República consolou Costa e vergastou Centeno. As elites partidárias e jornalísticas entusiasmaram-se, o país real, aparentemente, não. Pelo menos a julgar pelos resultados da última sondagem da Pitagórica, cujos inquéritos foram recolhidos entre 16 e 24 de maio, já depois da conclusão dos episódios.

PS BATE RECORDE

O PSD de Rui Rio, que pediu a demissão do ministro das Finanças, até sobe um ponto percentual entre os barómetros de abril e maio (para 24,1%), mas o PS de António Costa, que recusou demitir Mário Centeno, sobe três pontos (para 44,8%). É o valor mais alto desde que se iniciaram estes barómetros para o JN, em abril do ano passado. Um resultado que deixaria os socialistas, se estivéssemos em tempo de eleições, a roçar a maioria absoluta.

Leia mais no Jornal de Notícias!

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
7. Aeroporto de Londres Heathrow

Oficial. Portugal fora do corredor turístico do Reino Unido

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Decisão do Reino Unido é “absurda”, “errada” e “desapontante”, diz Santos Silva

O primeiro ministro, António Costa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

António Costa admite despedimentos na TAP com menos rotas e aviões

PS de Costa no limiar da maioria absoluta; Chega ultrapassa o Bloco