OE 2017

PSD quer saber se Governo vai avançar para renegociação de juros

Foto: ANTÓNIO COTRIM/LUSA
Foto: ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Portugal é o país do euro onde os juros mais pesam, amputando a economia de 4,3% do produto interno bruto (PIB)

O líder parlamentar do PSD disse que no debate em torno do Orçamento do Estado que hoje terminou ficou por responder a questão sobre se Portugal vai ou não avançar com um processo de renegociação dos juros da dívida.

O primeiro-ministro, declarou o social-democrata Luís Montenegro, “gritou muito, berrou muito, foi de resto indelicado” com Passos Coelho, mas deixou uma pergunta por responder. “Vamos ou não ter um processo de renegociação dos juros da dívida portuguesa?”, questionou Montenegro, em declarações aos jornalistas. Portugal é hoje o país do euro que mais paga de juros.

E o líder parlamentar do PSD continuou: “A verdade é que a pergunta que ficou por responder foi saber se quem fala verdade é o ministro das Finanças, muito claro a negar qualquer possibilidade de negociar os juros da divida, ou se a número dois desta coligação das esquerdas, a deputada [do BE] Catarina Martins, que afirmou que o Governo estava empenhado nesta negociação.

A proposta de Orçamento para 2017 e as Grandes Opções do Plano foram hoje aprovadas na generalidade pela esquerda parlamentar, com os votos favoráveis do PS, BE, PCP e PEV e contra do PSD e CDS-PP.

O deputado do PAN absteve-se face aos diplomas que, após aprovados, passarão à discussão na especialidade, em comissão, entre 07 e 18 de novembro. A votação final global está marcada para dia 29, após debates em plenário nos dias 24, 25 e 28.

O Orçamento do Estado para 2017 prevê um crescimento económico de 1,5%, um défice de 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB), uma inflação de 1,5% e uma taxa de desemprego de 10,3%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Algarve, Portugal. Fotografia: D.R.

Algarve lança campanha. “Fiquem em casa para regressarem com mais saudade”

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

PSD quer saber se Governo vai avançar para renegociação de juros