PSI20 segue em baixa com BCP a pressionar negociações

A bolsa de Lisboa segue esta sexta-feira em baixa, mantendo a tendência da abertura, alinhada com principais congéneres europeias, com as ações do BCP a pressionarem as negociações.

Na quinta-feira, o principal índice, o PSI20, encerrou em queda pela sexta sessão consecutiva, com o índice a recuar 0,93% para 4.049,52 pontos, tendo a Galp liderado as descidas.

Hoje, pelas 09:13, o PSI20 recuava 0,73% para 4.020,02 pontos, com 12 ações em queda, quatro em alta e duas inalteradas.

As ações da Mota Engil e do BCP eram as que mais perdiam, com quedas de 2,37% e 1,45% para 1,07 euros e 0,08 euros, respetivamente.

A EDP seguia também em queda de 0,70% para 4,13 euros, assim como a EDP Renováveis que recuava 0,43% para 13,80 euros.

A Jerónimo Martins perdia, por sua vez, 0,18% para 13,70 euros.

Pela positiva seguiam a Galp Energia e a Pharol, que avançavam 0,50% e 0,18% para 8,02 euros e 0,11 euros, respetivamente, evitando maiores perdas do índice.

As principais bolsas europeias abriram hoje mistas, com medo de que o aumento de contágios por covid-19 provoque medidas mais restritivas em países como Alemanha, França ou Reino Unido e de que a recuperação económica perca impulso.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1676 dólares, contra 1,1663 dólares na quinta-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu com tendência ascendente, a cotar-se a 42,07 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 41,94 dólares na quinta-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de