Ucrânia

Putin. Fornecimento de gás à Europa está ameaçado

Vladimir Putin, presidente da Rússia

Presidente russo telefonou a Ângela Merkel a avisar que os ucranianos estão relutantes a assinar um contrato de fornecimento para o próximo inverno.

O Kremlin informou esta terça-feira o Presidente russo, Vladimir Putin, avisou a chanceler alemã, Angela Merkel, da existência de uma ameaça aos fornecimentos de gás russo à Europa através da Ucrânia.

Durante uma conversa telefónica, Putin disse que a Ucrânia tem estado relutante em assinar um contrato sobre o fornecimento de gás russo para o próximo inverno, o que “ameaça o trânsito (do gás) para a Europa”.

Um gasoduto através da Ucrânia é uma das principais rotas de exportação de gás para a Europa. Disputas anteriores entre russos e ucranianos já provocaram a suspensão destes fluxos, o que conduziu a sérias perturbações nos abastecimentos durante o inverno.

A anexação da Península da Crimeia pelos russos e o apoio de Moscovo aos separatistas pró-russos no leste ucraniano conduziram as relações entre as duas antigas repúblicas soviéticas vizinhas à beira da rutura.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Emmanuel Macron, Pedro Sanchez, Angela Merkel, Donald Tusk, Jair Bolsonaro e Mauricio no G20 de Osaka, Japão, 29 de junho de 2019. Fotografia: REUTERS/Jorge Silva

Vírus da guerra comercial já contamina acordo entre Europa e Mercosul

Fotografia: Armando Babani/ EPA.

Sindicato do pessoal de voo lamenta “não atuação do Governo” na Ryanair

O presidente da China, Xi Jinping, fez uma visita de Estado a Portugal no final de 2018. Fotografia: Filipe Amorim/Global Imagens

Angola e China arrastam exportações portuguesas. Alemanha e Itália ainda não

Outros conteúdos GMG
Putin. Fornecimento de gás à Europa está ameaçado