formação

Qualifica IT quer reconverter 75 licenciados desempregados

Qualfica IT- 1ª edição. Fotografia: D.R.
Qualfica IT- 1ª edição. Fotografia: D.R.

Começa a 2.ª edição do programa Qualifica IT, que tem como objetivo formar e reconverter licenciados desempregados para o setor das TICE

Braga recebe a segunda edição do Qualifica IT, que arranca esta sexta-feira, e tem por objetivo reconverter mais 75 licenciados desempregados, tal como aconteceu na primeira edição que garantiu uma taxa de 65% de empregabilidade, entre os participantes que terminaram a formação.

A 2.ª edição do programa arranca com 75 jovens licenciados desempregados para o setor das TICE, que terão formação durante 30 semanas, orientada para responder às necessidades das empresas já instaladas e apoiar a atração de investimento e a instalação de novas empresas do setor no concelho.

O Qualifica IT é resultante de uma parceria entre a InvestBraga, a Universidade do Minho e o IEFP, e, é um curso com a duração de 30 semanas, durante as quais, os formandos ficarão a conhecer as principais tecnologias e linguagens de programação. Com estas competências, os formandos ficarão aptos a iniciar um percurso como programadores juniores de aplicações informáticas.

“Os excelentes resultados da 1.ª edição do programa, que contou com 100 participantes, justificam a continuidade deste projeto, que, por um lado, combate o desemprego, e, por outro, garante que existe mão-de-obra altamente qualificada, por forma a responder às necessidades de contratação das empresas do setor locais e atrair ainda mais empresas da área das tecnologias para a Braga”, afirmou Carlos Oliveira, presidente da Investbraga.

À InvestBraga, à Universidade do Minho e ao IEFP juntam-se mais de 20 empresas presentes na região, entre as quais se destacam a Accenture, a Bosch Car Multimédia, o grupo dst, a WEDO,a Primavera BSS, entre outras onde os formandos farão o estágio final de formação.

“Muitos dos formandos da edição anterior acabaram por ficar a trabalhar nas empresas onde realizaram o estágio. Para já, contamos com a participação de 20 empresas, mas estamos ainda a estabelecer protocolos com outras empresas que estejam igualmente interessadas em colaborar”, conclui.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: ANTÓNIO CARRAPATO/LUSA

Maior credor de Portugal:juros baixos são temporários em países com rating fraco

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: ANTÓNIO CARRAPATO/LUSA

Maior credor de Portugal:juros baixos são temporários em países com rating fraco

Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer vencem Nobel da Economia

A grande eficácia das pequenas coisas

Outros conteúdos GMG
Qualifica IT quer reconverter 75 licenciados desempregados