OE 2019

Orçamento do Estado: Quanto custam as propostas dos vários partidos

O custo global das várias iniciativas de alteração ao OE está avaliado em 5,7 mil milhões de euros. Os partidos contribuíram de forma diferente.

Há várias medidas semelhantes entre as propostas de alteração ao OE entregues pelos vários partidos, pelo que a soma de cada um ultrapassa a fatura global. Ainda assim, as propostas, a serem aprovadas, teriam um impacto diferente no défice:

PSD:
O valor total das propostas de alteração entregues pelos social-democratas ascende a 1870 milhões de euros. Incluem-se aqui o fim do adicional ao ISP, a eliminação do adicional ao IMI ou ainda a redução em dois pontos percentuais da taxa do IRC.

PCP:
Somadas, as propostas com a assinatura do PCP rondam os 1700 milhões de euros. Deste bolo total, a maior fatia corresponde a propostas não fiscais (1500 milhões de euros). Recorde-se que os comunistas têm varias medidas com impacto nas pensões e nos apoios sociais às famílias.

BE:
O custo total das medidas dos bloquistas ascende a 1300 milhões de euros, de acordo com fonte governamental. Deste total, apenas 200 milhões correspondem a medidas com impacto na receita fiscal.

CDS/PP:
A avaliação do governo às medidas do CDS/PP indica que o seu custo ascende a 2,4 mil milhões de euros, sendo que a parcela mais relevante (2 mil milhões) corresponde a medidas fiscais.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Página inicial

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Centeno: Excedente reflete “dinâmica da economia e esforço de investimento”

Outros conteúdos GMG
Orçamento do Estado: Quanto custam as propostas dos vários partidos