Quase 19% dos portugueses não conseguem aquecer a casa no inverno

Portugal regista a quarta maior percentagem da União Europeia onde a população sente dificuldade em conseguir manter a casa quente no inverno.

Os dados do Eurostat, o gabinete de estatísticas da União Europeia, colocam Portugal na quarta pior posição, com 18,9% da população a referir que não consegue manter a casa quente.

Esta percentagem está significativamente acima da média da União Europeia, situada nos 6,9%. Só países como a Bulgária, Lituânia e Chipre têm percentagens mais elevadas. No caso da Bulgária, 30% da população afirma não conseguir manter a casa quente, seguida por 26,7% na Lituânia e 21% no Chipre. Também a Grécia e Itália registam valores elevados, com 17,9% e 11,1%, respetivamente.

O Eurostat nota que esta questão mostra situações muito diferentes na União Europeia. A Suíça é o país da UE com a menor percentagem, com 0,3%, seguido pela Noruega, com 1% e por países como a Finlândia (1,8%), Áustria (1,8%) e Suécia (1,9%), Luxemburgo (2,4%), Estónia (2,5%) e Alemanha (2,5%).

Os dados referem-se a 2019, com o Eurostat a antecipar que a covid-19 possa trazer diferenças aos dados esperados para 2020.

Quase um quarto dos portugueses tem tectos com infiltrações

Os dados do Eurostat contabilizam a percentagem da população com infiltrações nos tectos. Neste tema Portugal tem a segunda maior percentagem, com 24,4% da população a apontar este problema nas suas casas. Pior só o Chipre, com uma percentagem de 31,1%.

Também neste ponto Portugal fica acima da média da UE a 27, situada nos 12,7%.

Em sentido contrário, os países com menor percentagem são a Finlândia (4,1%), Eslováquia (5,7%) e Suécia (7%).

Em relação à percentagem da população sem acesso a casa de banho ou banheira, a média europeia está nos 1,6%. Portugal regista uma percentagem de 0,5%, semelhante a outros Estados-membros - só a Alemanha, Holanda e Suécia registam uma percentagem de zero neste tema.

A percentagem mais elevada de população sem acesso a casa de banho ou banheira foi registada na Roménia (22,4%), seguida pela Lituânia (8,7%) e Letónia (7,7%).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de