Quer financiar PME? Intermediários têm 15 dias para manifestar interesse

Bruxelas aprovou a criação e capitalização da IFD em outubro de 2014 e, em agosto do ano passado, alterou os estatutos do banco de fomento.

A Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), conhecida como banco de fomento, dá a partir de hoje 15 dias aos intermediários financeiros para manifestarem interesse em canalizar fundos europeus e cofinanciar empresas, segundo um aviso publicado.

Bruxelas aprovou a criação e capitalização da IFD em outubro de 2014 e, em agosto do ano passado, alterou os estatutos do banco de fomento dando-lhe novos poderes para apoiar as pequenas e médias empresas (PME) nacionais a colmatar as insuficiências de financiamento do mercado.

A utilização destas dotações destina-se ao financiamento de subprojetos desenvolvidos pelas PME e que vão ser cofinanciados pelos intermediários financeiros -- bancos, caixas económicas e a Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo e caixas de crédito agrícola mútuo -- mediante a canalização dos fundos obtidos pelo banco do fomento, nomeadamente junto do Banco Europeu de Investimento (BEI).

"O presente aviso destina-se à abertura do período de manifestação de interesse", explica a IFD no aviso hoje publicado em Diário da República, fixando o período inicial para os intermediários financeiros manifestarem interesse "em 15 dias após publicação" do aviso.

Mas, ressalva o aviso, "os interessados que não manifestem o seu interesse poderão fazê-lo posteriormente", adiantando que o período subsequente de manifestação de interesse se mantém em aberto pelo prazo de quatro anos ou até comunicação em contrário pela IFD.

A IFD já recebeu a primeira tranche de 100 milhões de euros de um empréstimo de 250 milhões de euros do BEI para apoiar financiamento estrutural das empresas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de