Coronavírus

Recibos verdes e trabalhadores informais com apoio de 438 euros até dezembro

O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa, 04 junho 2020, realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa.     MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA
O primeiro ministro, António Costa, fala aos jornalistas durante a conferência de imprensa, 04 junho 2020, realizada no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa. MANUEL DE ALMEIDA / POOL/LUSA

Governo duplica o valor do apoio até ao final deste ano para os trabalhadores mais desprotegidos. Em contrapartida terão de entrar no sistema.

Os trabalhadores a recibos verdes e informais vão receber um novo apoio até ao final do ano equivalente a um indexante de apoios sociais (IAS), anunciou o primeiro-ministro esta quinta-feira, dia 04 de junho.

Trata-se de um apoio de 438,81 euros, entre julho e dezembro 2020, representando o dobro do regime que vigora atualmente.

Como contrapartida, estes trabalhadores terão de ficar “vinculados ao sistema de proteção social, por referência a esse valor, durante 36 meses (a contribuição social é reduzida a 1/3 até ao final deste ano)”, refere o documento distribuído pelo Governo com as medidas do Programa de Estabilização Económica e Social (PEES).

“Para os trabalhadores independentes e informais, situações críticas que não cabem em nenhuma das medidas no catálogo de proteção social que temos, a boa notícia é que o regime que previa um apoio que era metade de um IAS passa a ser de um IAS”, anunciou António Costa, depois do Conselho de Ministros que aprovou o PEES.

Em atualização

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré da Costa Cabral. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Linhas de crédito anti-covid ainda podem vir a pesar muito nas contas públicas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. FILIPE FARINHA/LUSA

Marcelo promulga descida do IVA da luz consoante consumos

Fotografia: Fábio Poço/Global Imagens

Apoio a rendas rejeitado devido a “falha” eletrónica

Recibos verdes e trabalhadores informais com apoio de 438 euros até dezembro