fisco

Reembolsos de IRS deverão ser pagos em menos de um mês

O ministério das Finanças assumiu hoje o compromisso de pagar os reembolsos do IRS mais cedo do que no ano passado.

Arranca amanhã a época de entrega de declarações de IRS relativas aos rendimentos de 2016. Para marcar a data, o ministério das Finanças recordou hoje em comunicado as principais alterações com as quais os contribuintes se irão deparar na submissão das suas declarações. As mudanças mais relevantes prendem-se com a questão do IRS Automático, que irá abranger um milhão e 800 mil contribuintes, e também o facto de passar a existir um prazo único para todos os contribuintes submeterem as suas declarações.

Mas há mais: no comunicado, o gabinete de Mário Centeno assume o compromisso de pagar os reembolsos do IRS mais cedo do que no ano passado. Por exemplo, quem estiver abrangido pelo IRS Automático deverá receber o reembolso “no prazo máximo de 15 dias após a confirmação da declaração pré-preenchida”.

Já os contribuintes que estão fora deste regime e procedam à entrega em papel e via internet, “é expectável que o prazo médio de reembolso seja inferior ao dos últimos dois anos, que foi em média de 30 dias em 2015 e de 36 dias em 2016”, referem as Finanças.

No entanto, o ministério avisa que, tratando-se de tempos médios, “naturalmente, e tal como nos anos anteriores, o prazo de reembolso, em alguns casos mais complexos, pode exceder significativamente aquela duração”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
mulher gravida

Não renovação de contratos com grávidas cresce 15%

mulher gravida

Não renovação de contratos com grávidas cresce 15%

Angel Gurria, secretário-geral da OCDE. Fotografia: EPA/Mario Guzmán

OCDE mais pessimista. Sinais vermelhos para a economia

Outros conteúdos GMG
Reembolsos de IRS deverão ser pagos em menos de um mês