Regulador disponibiliza novo comparador de preços de luz e gás

O simulador online da ERSE compara todas as ofertas comerciais para os consumidores domésticos de eletricidade e de natural em Portugal Continental.

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) tem a partir desta quarta-feira um simulador online que "permite consultar todos os preços das ofertas comerciais de energia disponíveis no mercado para os consumidores domésticos de eletricidade e de gás natural em Portugal Continental, de forma rápida e simples, sem a necessidade de realizar uma simulação ou introduzir dados", anunciou o regulador em comunicado.

"Numa conjuntura de grande volatilidade dos preços de energia, provocada, em grande medida, pela invasão da Ucrânia pela Rússia, a ERSE disponibiliza uma lista interativa dos preços das ofertas comerciais de energia em mercado, colocando assim à disposição dos consumidores mais uma ferramenta que os ajude a encontrar a melhor oferta no mercado e a acompanhar a rápida evolução dos mercados retalhistas de eletricidade e gás natural", esclarece a ERSE.

"Com esta ferramenta, os consumidores fazem rapidamente uma comparação direta dos preços de energia, sem a necessidade de realizar uma simulação ou introduzir dados da sua fatura de energia", refere o regulador.

A ERSE "recomenda que os consumidores, no início de cada ano e, preferencialmente duas vezes por ano, consultem o simulador de preços da ERSE para avaliar se existem em mercado ofertas comerciais que lhe permitam poupar na fatura de energia".

O regulador recorda que "o mercado é dinâmico, todos os dias há o lançamento de novas ofertas comerciais, e a descontinuação de outras". Por isso, "a informação apresentada na lista interativa é atualizada em simultâneo com o simulador de preços, de acordo com a informação disponibilizada por cada um dos comercializadores no âmbito da monitorização do mercado retalhista de eletricidade e gás natural efetuada pela ERSE, sendo da responsabilidade dos comercializadores a qualidade da informação aqui prestada", remata a entidade que regula os serviços energéticos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de