Eleições

Reino Unido. Quatro respostas sobre as eleições

Foto: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA
Foto: EPA/FACUNDO ARRIZABALAGA

Theresa May marcou uma declaração para as 10h depois de ter perdido a maioria no Parlamento

Os resultados finais das eleições britânicas só são apurados ao meio-dia mas uma coisa é certa: a primeira-ministra Theresa May perdeu a maioria no Parlamento britânico, no que é um golpe duro para o Partido Conservador e tem sido apelidado de tiro no pé, já que foi a própria primeira-ministra que convocou eleições antecipadas.

O Partido Conservador não vai conseguir os 326 assentos necessários para conquistar a maioria absoluta no parlamento. Ou seja, o Reino Unido tem agora um Parlamento pendurado.

O que é um Parlamento pendurado?

Um Parlamento pendurado é quando nenhum dos partidos consegue assentos suficientes na Casa dos Comuns para governar. Foi o que aconteceu em 2010, com os Conservadores formaram uma coligação com o os Democratas Liberais – que já vieram dizer que não o vão fazer com Theresa May. A alternativa à formação de uma coligação com outro partido é tentar governar com uma minoria contando com o apoio de partidos mais pequenos para aprovar legislação. May precisava de 326 assentos e não os conseguiu.

Então, quem pode formar Governo?
Se as projeções finais estão correctas os conservadores poderão conseguir uma aliança com o partido pró-Brexit da Irlanda do Norte ou tentar governar sozinhos. O resultado final é conhecido ao meio-dia.

May vai demitir-se?
A primeira-ministra tem tido pressão para se demitir: as eleições antecipadas convocada por ela própria foram um tiro no pé e podem dificultar o processo de Brexit. Contudo, o partido Conservador defende a sua permanência para manter a estabilidade. Contudo, mesmo no seio do partido há vozes discordantes sobre a forma como a campanha foi gerida, diz a Bloomberg.

O que é que se vai passar com o Brexit?
Antes de mais, o resultado das eleições vai muito provavelmente atrasar as conversas para o divórcio da União Europeia e pode tornar mais improvável o hard brexit (com saída do mercado único) defendido pelos Conservadores.Por outro lado, o resultado das eleições pode ser interpretado pelo próximo Governo como a necessidade de chamar suavizar a saída, ouvindo o voto dos britânicos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Reino Unido. Quatro respostas sobre as eleições