segurança

Reino Unido vai adotar sistemas de deteção de drones

Israeli company Percepto's fully autonomous drone flies overhead during a demonstration for Reuters at their offices in Modiin, Israel

Milhares de passageiros ficaram afetados na semana passada pelo cancelamento de voos numa das épocas do ano de maior atividade nos aeroportos.

O Reino Unido usará sistemas especiais para detetar a ameaça de drones, após o caos dos últimos dias no aeroporto londrino de Gatwick causado pela suspensão de voos devido à presença destes aparelhos na pista.

Milhares de passageiros ficaram afetados na semana passada pelo cancelamento de voos numa das épocas do ano de maior atividade nos aeroportos devido às férias natalícias.

O secretário de Estado da Segurança, Ben Wallace, anunciou hoje em comunicado que o país utilizará sistemas de deteção de drones, sem especificar como são ou a rapidez de adoção.

“A grande proliferação destes aparelhos, juntamente com os desafios de adotar medidas militares em ambiente civil, faz com que não haja soluções fáceis” para este problema, sublinhou Wallace.

“No entanto, posso dizer que agora podemos usar sistemas de deteção em todo o Reino Unido para combater estas ameaça”, afirmou.

O secretário de Estado advertiu que quem usar drones com fins criminosos deve esperar “condenações graves” e mostrou-se confiante de que a polícia conseguirá localizar os responsáveis que provocaram o caos no aeroporto de Gatwick.

Na quinta-feira, todos os voos em Gatwick, o segundo aeroporto britânico depois de Heathrow, ficaram suspensos e mais de 100.000 passageiros foram afetados, após alguns drones terem sido vistos nas imediações da pista.

A gravidade da situação obrigou o Governo a deslocar o exército para localizar os objetos voadores por controlo remoto, mas sem que até agora se tenha esclarecido o incidente.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

EPA/MICHAEL REYNOLDS

Ação climática. Portugal vai ter de gastar mais de um bilião de euros

O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: José Sena Goulão/Lusa

Défice de 2018 revisto em baixa uma décima para 0,4% do PIB

Outros conteúdos GMG
Reino Unido vai adotar sistemas de deteção de drones