Governo

Relações familiares afetam Governo: Demite-se secretário de Estado do Ambiente

Secretário de Estado, do Ambiente, Carlos Martins (Pedro Correia/Global Imagens)
Secretário de Estado, do Ambiente, Carlos Martins (Pedro Correia/Global Imagens)

Carlos Martins sai do Governo depois de já ter sido noticiado que nomeou o primo, Armindo Alves, para adjunto do gabinete.

A polémica das relações familiares no seio do governo socialista fez esta quinta-feira a sua primeira baixa no Executivo de António Costa. Em plena representação do Governo português na Costa Rica, o Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, apresentou o seu pedido de demissão, informou o Ministério do Ambiente e da Transição Energética em comunicado enviado às redações.

“Entendo que o assunto pode prejudicar o Governo, o Partido Socialista e o senhor Primeiro-Ministro”, considerou o ex-governante.

Carlos Martins sai assim do Governo depois de já ter sido noticiado que nomeou o primo, Armindo Alves, para adjunto do seu gabinete. Armindo Alves já se tinha demitido quarta-feira passada. O Dinheiro Vivo apurou que no gabinete de Carlos Martins os dossiês e as pastas estão já a ser preparadas para a passagem de testemunho. Contactado Artur Cabeças, chefe do gabinete de Carlos Martins, recusou prestar declarações.

Nós últimos meses, a lista de relações familiares diretas ou indiretas associadas ao Governo de António Costa não tem parado de aumentar: neste momento estão já contabilizadas mais de 40 pessoas envolvidas direta ou indiretamente ao Executivo liderado por António Costa. As críticas chovem de todos os lados, incluindo de membros com ligações ao próprio PS.

Em entrevista recente à TSF e Dinheiro Vivo, o primeiro-ministro António Costa tentou acalmar os ânimos: “Nunca detetei um padrão de coincidência de opiniões em função de relações familiares ou não familiares. As pessoas não pensam o mesmo por serem marido e mulher.” Foi desta forma que o primeiro-ministro, António Costa, rebateu os argumentos que têm vindo a ganhar força relativamente às inúmeras relações familiares que existem dentro do seu governo. “As pessoas não pensam o mesmo por serem marido e mulher”, rematou.

Já Carlos Martins considerou melhor demitir-se do cargo que ocupava. Em carta enviada, afirmou: “Estou em missão de trabalho no estrangeiro e tomei conhecimento da polémica em torno da nomeação de um membro da equipa do meu gabinete. Ao longo destes anos, enquanto Secretário de Estado do Ambiente, agi sempre por critérios de boa-fé e procurei dar o meu melhor para atingir os objetivos do Governo e do Ministério do Ambiente e da Transição Energética. Entendo que o assunto pode prejudicar o Governo, o Partido Socialista e o senhor Primeiro-Ministro. Com a mesma honra que determinou a minha aceitação de funções governativas, entendo, nesta hora, pedir a minha demissão ao senhor Primeiro-Ministro e ao senhor ministro”.

A demissão foi aceite pelo Ministro e pelo Primeiro-Ministro, sublinha também o comunicado do MATE.

João Pedro Matos Fernandes não poupou elogios: “O Ministro […] vem publicamente agradecer todo o seu empenho profissional e político e registar os seus relevantes sucessos, conseguidos ao longo dos mais de três anos em funções. De entre estes, devem destacar-se o processo de fusão dos sistemas municipais de gestão de águas, os novos planos de gestão de recursos hídricos, a condução do processo de adaptação do território às alterações climáticas e uma nova política de gestão para os resíduos sólidos urbanos, fundada nos princípios da economia circular. No contexto das políticas do Ministério, a ação generosa e esclarecida do Carlos Martins foi de importância capital e deixa um legado de futuro que iremos continuar, desenvolver e aprofundar”, escreveu o ministro.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Combustíveis

Encher o depósito para ir de férias fica mais barato: combustíveis descem preços

Foto: Paulo Spranger

Contadores inteligentes acabam com estimativas na conta da luz

Outros conteúdos GMG
Relações familiares afetam Governo: Demite-se secretário de Estado do Ambiente