Rendas das casas continuam a subir mas menos

A região de Libsoa voltou a registar o aumento mais intenso comparando com abril do ano passado. A região norte teve a variação mensal mais elevada.

O valor das rendas das casas voltou a subir em abril deste ano face ao mesmo mês de 2019, mas a um ritmo mais baixo do que nos últimos meses.

"A variação homóloga das rendas de habitação por metro quadrado foi 3,1% em abril de 2020, taxa inferior em 0,2 pontos percetuais (p.p.) à apurada no mês anterior", refere o Instituto Nacional de Estatística (INE), no destaque sobre a inflação divulgado esta quarta-feira, dia 13 de maio.

Lisboa voltou a ser a região em que as rendas mais subiram. "Todas as regiões apresentaram variações homólogas positivas das rendas de habitação, tendo Lisboa registado o aumento mais intenso (3,7%)", indica o INE.

O gabinete de estatística refere que "o valor médio das rendas de habitação registou uma variação mensal de 0,1%, valor inferior em 0,2 pontos percentuais ao registado no mês anterior", mas foi a região norte do país que "apresentou a variação mensal mais elevada, com uma taxa de 0,2%", aponta o INE

Já a Madeira apresentou a redução mais significativa, com uma taxa de -0,2% (variação mensal).

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de