Política Monetária

Reserva Federal dos EUA volta a subir juros

Jerome Powell, presidente da FED. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts
Jerome Powell, presidente da FED. Fotografia: REUTERS/Joshua Roberts

A Reserva Federal dos EUA aumentou o intervalo da taxa dos fundos federais para entre 1,75% e 2%.

Um dia antes da decisão do Banco Central Europeu, a Reserva Federal dos EUA (Fed) fez mais uma subida das taxas de juro. A instituição liderada por Jerome Powell aumentou o intervalo dos juros em 25 pontos base para entre 1,75% e 2%.

Foi a segunda subida feita este ano, num processo de normalização das taxas que começou no final de 2015. Desde essa data já subiu os juros por sete vezes, por considerar que a economia e o mercado de trabalho apresentam dados sólidos. Caso esses indicadores assim continuem a Fed poderá fazer mais duas subidas de juros até final do ano.

“O Comité espera que subidas graduais adicionais no intervalo da taxa dos fundos federais será consistente com a expansão sustentada da atividade económica, das condições fortes do mercado de trabalho e da inflação num nível perto do objetivo de 2% no médio prazo”, refere o comunicado da Reserva Federal.

Nas projeções feitas pelos membros da Fed, a maioria dos participantes na reunião aponta para que no final do ano os juros fiquem no intervalo de entre 2,25% e 2,50%, o que implicaria mais duas subidas. Mas existe também um número considerável de responsáveis a antever apenas mais uma subida das taxas este ano.

Para 2019, a maior parte dos responsáveis da autoridade monetária americana veem os juros a ficar em torno de 3%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Willy Kurniawan)

98% dos carros feitos na Europa têm peças made in Portugal

Fotografia: Sara Matos/ Global Imagens.

Devolução das multas da ViaCTT chega hoje às contas

Bankinter

Bankinter atinge lucro recorde de 526 milhões em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Reserva Federal dos EUA volta a subir juros