Reserva Federal mantém taxas de juro mas prevê primeira subida em 2023

Banco central norte-americano antecipou em um ano a previsão de subida.

Reserva Federal norte-americana (Fed) anunciou nesta quarta-feira que vai manter as taxas de juro nos atuais mínimos de 0% a 0,25%, antecipando que a primeira subida deverá ocorrer em 2023.

As decisões foram hoje anunciadas após uma reunião de dois dias dos responsáveis do banco central norte-americano.

A Fed melhorou ainda as suas projeções para a economia norte-americana, prevendo agora um crescimento de 7% (contra os anteriores 6,5% apurados em março).

Quanto à inflação, o banco central norte-americano prevê agora que acelere para 3,4% em 2021 (quando antes previa 2,4%), recuando depois para 2,1% em 2022 e para 2,2% em 2023.

A taxa de referência está desde março de 2020 ao nível de 0 a 0,25%.

O banco central dos Estados Unidos sinaliza assim que poderá agir mais cedo do que o previsto para começar a desacelerar as políticas de taxas de juro baixas que ajudaram a alimentar uma rápida recuperação da economia, em recessão devido à pandemia de covid-19.

Os responsáveis da Fed previam anteriormente que as taxas não aumentariam antes de 2024, antecipando agora que isso possa acontecer em finais de 2023.

No comunicado após a reunião de política, a Fed disse esperar uma melhoria da economia, à medida que a taxa de vacinação contra a covid-19 aumenta.

A Fed tem comprado 120 mil milhões de dólares por mês em títulos do tesouro e hipotecas, para tentar manter baixas as taxas de longo prazo de forma a encorajar empréstimos e gastos.

Quanto à taxa de desemprego, o banco central norte-americano manteve a previsão de 4,5% para este ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de