défice

“Resultado histórico e virtuoso”, diz António Costa sobre défice público

Primeiro-ministro, António Costa, e ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: Miguel A. Lopes/Lusa
Primeiro-ministro, António Costa, e ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: Miguel A. Lopes/Lusa

O défice orçamental baixou para 0,5% do produto interno bruto (PIB) em 2018, de acordo com os dados do INE.

António Costa considera os números do défice e da dívida, divulgados esta terça-feira “um resultado histórico e virtuoso”. Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam que Portugal reduziu o défice para 0,5 e a dívida para 121,5.

Na rede social Twitter, o primeiro-ministro afirma que os resultados se devem ao “crescimento da economia, do emprego e da recuperação da credibilidade internacional que reduz a despesa com a dívida”.

“Esta redução resulta de uma política que devolveu confiança, através da melhoria do rendimento das famílias e o apoio ao investimento das empresas”, tweetou o chefe do Governo. “Agora estamos mais bem preparados para a conjuntura internacional e para continuar a reforçar o investimento público”, salientou.

Depois de um défice de 3% em 2017, o valor do défice encontra-se, agora, bem mais perto da meta prevista para 2019, que se situa nos 0,2% do PIB.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: António Pedro Santos / Lusa

BCP devolve 12,6 milhões aos trabalhadores para compensar cortes salariais

light-1208275_1280

Bruxelas diz sim: Governo pode baixar IVA da luz de 23 para 6%

A presidente do Conselho das Finanças Públicas, Nazaré Costa Cabral. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

Conselho das Finanças elogia Centeno pelo “controlo das despesas”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
“Resultado histórico e virtuoso”, diz António Costa sobre défice público