fintech

Revolut vai buscar três executivos à banca tradicional

(DR)
(DR)

As novas contratações seguem em linha com as recentes nomeações para as direções financeira e de operações.

A fintech britânica Revolut anunciou esta sexta-feira o reforço da sua equipa com a entrada de três gestores de topo, que foi buscar à banca tradicional.

Para o cargo de tesoureiro veio Wolfgang Bardorf do Deutsche Bank e que tinha já passado também pelo Goldman Sachs. Já Stefan Wille tem no currículo passagens pela fintech alemã N26 e pelo Credit Suisse, e foi nomeado agora vice-diretor financeiro da Revolut.

Quanto a Philip Doyle, ex-chefe de Crime Financeiro do ClearBank, é especialista em prevenção de fraude, e foi indicado novo Diretor de Risco de Crime Financeiro da fintech britânica. A sua missão será transformar a empresa na plataforma financeira mais segura do mundo.

 

Estas três entradas seguem em linha com as contratações recentes da Revolut, que tinha já ido buscar Dave MacLean, ex-executivo do Metro Bank e Barclays, para o cargo de Diretor Financeiro. Também Richard Davies foi recentemente nomeado diretor de operações, tendo anteriormente assumido funções de liderança no HSBC, Barclays e TSB.

“Este ano fizemos algumas nomeações de alto nível. À medida que continuamos a fortalecer a nossa governance e processos existentes, contratámos alguns dos profissionais mais talentosos do setor, com muitos anos de experiência, que trazem consigo práticas de negócio de classe mundial,” indicou, em comunicado o fundador e CEO Nik Storonsky. “Estou ansioso para receber o Philip, o Stefan e o Wolfgang na equipa executiva da Revolut e não tenho dúvidas de que o seu know-how será inestimável neste momento de crescimento”, acrescentou.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

Marcelo. “Não se pode esperar um, dois, três meses por respostas europeias”

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

140 mortos e 6408 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Revolut vai buscar três executivos à banca tradicional