Rita Marques: "Taxa de crescimento deverá ficar neste ano entre 5% e 7%”

Em 2019, Portugal acolheu 27 milhões de hóspedes. A expectativa da secretária de Estado do Turismo é que este número continue a crescer.

Depois de 27 milhões de hóspedes no ano passado, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, em entrevista ao Dinheiro Vivo, defende que a atividade turística em Portugal vai continuar a expandir-se nos próximos anos. Admite que o coronavírus pode ter um impacto no turismo, mas, limitado, uma vez que o mercado chinês tem um peso pequeno em Portugal.

Foram quase 27 milhões de hóspedes em 2019. Como viu estes números e quais são as expectativas para 2020?

Foram recebidos com bastante tranquilidade. Estávamos à espera destes números. Em outubro estimávamos já fechar o ano com os 27 milhões de hóspedes e praticamente 70 milhões de dormidas. Em relação às perspetivas para 2020 continuam a ser muito positivas. Estamos a ter taxas de crescimento muito interessantes desde 2014-2015. Não podemos crescer sempre a dois dígitos. Era impossível. No entanto, as taxas de crescimento estarão sempre entre a baliza 5% e 7%. São estas as expectativas para 2020.

Que fatores podem influenciar estes números? Devido ao coronavírus, o mercado chinês é uma das incógnitas para este ano?

O mercado chinês tem tido um crescimento assinalável, a dois dígitos, mas ainda é um mercado relativamente reduzido. Um fenómeno deste como o coronavírus, ou outro idêntico que venha da Ásia, terá eventualmente impacto, mas nunca será tangível dada a pouca representatividade que o mercado tem.

Quais são os próximos passos para o Revive?

O nosso objetivo é todos os meses evoluirmos muito no que toca a abertura de novos concursos de concessão. O objetivo é até ao final do ano termos mais dez. Temos sinalizados imensos imóveis em geografias não urbanas que entendemos que têm uma natureza que é muito favorável ao Revive, mas queremos acima de tudo garantir que os 48 identificados são fechados. O objetivo para o Revive Natura é que em abril possamos lançar os primeiros concursos. São 95 imóveis e estamos a trabalhar com esse calendário.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de