Energia

Rússia prevê a estabilização do preço do barril de petróleo em 2019

Foto: Reuters/Brendan McDermid
Foto: Reuters/Brendan McDermid

A OPEP e os principais produtores de petróleo liderados pela Rússia acordaram reduzir o número de barris produzidos por dia a partir de janeiro.

O ministro da Energia russo, Alexander Novak, prevê que os preços do barril de petróleo, que caíram mais de um terço neste trimestre, irão estabilizar na primeira metade de 2019, avança a Reuters.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e outros grandes produtores liderados pela Rússia acordaram, no início de dezembro, em cortar a produção em 1,2 milhões de barris por dia. O acordo a entrar em vigor já no mês de janeiro tem como objetivo travar a descida dos preços do petróleo.

“Penso que durante o primeiro semestre de 2019, graças ao esforço conjunto, que foi confirmado pelos membros da OPEP e não membros, a situação irá ficar mais estável e equilibrada”, afirmou Alexander Novak numa entrevista ao canal Rossiya-24 TV.

O ministro russo disso que não está prevista nenhuma reunião extraordinária com a OPEP e atribuiu, ainda, a queda dos preços a fatores macroeconómicos. “Esses são os fatores fundamentais: a queda da procura no inverno e, claro, a macroeconomia, já que estamos a assistir a uma desaceleração na atividade económica global no final do ano e a uma queda no mercado de ações”, disse.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (D), e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (E), participam na conferência de imprensa no final de uma reunião, em Loures. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Costa: “Há países que foram colocados em listas vermelhas por retaliação”

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

O deputado do Partido Social Democrata (PSD) Ricardo Batista Leite. (RODRIGO ANTUNES/LUSA)

PSD quer transferir reuniões do Infarmed para o parlamento

Rússia prevê a estabilização do preço do barril de petróleo em 2019