Emprego

Salário das mulheres sobe menos 45 euros que o dos homens

Salários das mulheres continuam mais baixos
Salários das mulheres continuam mais baixos

Diferença de género é evidente tanto nos valores como nas funções onde os vencimentos sobem

No arranque deste ano, os salários pagos em Portugal receberam um aumento médio de 118, 56 euros, revela um estudo feito pela Seresco. Segundo a empresa de processamento salarial e recursos humanos, os vencimentos cresceram especialmente em funções de topo, mas há diferenças substanciais entre os homens e as mulheres.

A disparidade de género começa logo no valor: enquanto os homens viram os seus vencimentos aumentar 138,45 euros, em média, as mulheres viram o valor médio deste aumento a ficar pelos 93,38 euros.

As primeiras conclusões desta análise aos salários médios nacionais, a partir de uma amostra de 2200 salários, mostram ainda que no caso dos homens, os aumentos salariais verificam-se em funções de direção e coordenação, o que justifica valores de valorização mais elevados; no caso das mulheres os maiores aumentos estão relacionados com áreas de vendas e customer relations.

Os maiores aumentos foram registados na indústria farmacêutica e nas TIC, já os menores estiveram relacionados com os setores dos serviços e indústria.

“Portugal está a percorrer assim, na nossa perspetiva, um caminho interessante, para se manter competitivo e acima de tudo capaz de reter talento”, lembra Rita Mourinha, responsável da Seresco, que fala num “valor significativo de aumento face ao que acontecia no passado”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ilustração: Vítor Higgs

Indústria têxtil em força na principal feira de Saúde na Alemanha

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Nova dívida da pandemia custa metade da média em 2019

spacex-lanca-com-sucesso-e-pela-primeira-vez-a-nave-crew-dragon-para-a-nasa

SpaceX lança 57 satélites para criar rede mundial de Internet de alta velocidade

Salário das mulheres sobe menos 45 euros que o dos homens