Salários

Salário mínimo na Suíça pode aumentar para 3300 euros

O debate do salário mínimo marca a atualidade política suíça. Os sindicatos querem dar uma “vida decente” aos cidadãos e pedem um aumento do salário mínimo para 3.300 euros.

A união sindical suíça (USS) propôs que a Constituição do país passasse a garantir um salário mínimo de 3300 euros por mês para melhorar a vida de mais de 400 mil cidadãos.

“Com esta iniciativa queremos garantir que todos tenham um salário digno na Suíça”, afirmou Daniel Lampart, da USS.

Já os patrões não têm a mesma posição e defendem que “um salário mínimo geral é uma má solução, existem importantes diferenças regionais nos níveis de salários e custos de vida”. Segundo explicou Ruth Derrer Ballador, líder da união patronal suíça, “em algumas áreas 4000 francos (3300 euros) podem ser suficientes para uma vida digna, enquanto em Zurique, 5000 francos (4.100 euros) às vezes não são suficientes”.

Segundo noticia o jornal el Mundo, o sindicado recolheu 111 mil assinaturas para suportar a proposta.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O Facebook quer proteger melhor os dados dos utilizadores

Proteção de dados: Sete medidas que as empresas devem adotar

Mário Centeno, ministro das Finanças. Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice sobe, mas receita da TSU tem melhor início de ano desde 2008

Função pública perdeu 70 mil trabalhadores desde 2011

Sindicatos sobem fasquia e pedem aumentos acima da inflação para 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Salário mínimo na Suíça pode aumentar para 3300 euros