Arte

“Saudade”: China e Portugal juntos na arte contemporânea

Lisboa, 15/11/2018 - Exposição "Saudade, China & Portugal" no Museu Coleção Berardo no CCB em Lisboa. A exposição conta com obras de 16 artistas chineses e portugueses, entre os quais José Pedro Croft, Joana Vasconcelos e Rui Moreira.
Coração Independente Dourado, Joana Vasconcelos

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )
Lisboa, 15/11/2018 - Exposição "Saudade, China & Portugal" no Museu Coleção Berardo no CCB em Lisboa. A exposição conta com obras de 16 artistas chineses e portugueses, entre os quais José Pedro Croft, Joana Vasconcelos e Rui Moreira. Coração Independente Dourado, Joana Vasconcelos ( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

"Saudade" é o nome da exposição em parceria do Museu Coleção Berardo & da Fosun Foundation, que abriu portas ao público esta sexta-feira, no CCB.

A exposição de arte contemporânea “Saudade – China e Portugal” inaugurou oficialmente esta sexta-feira no Museu Coleção Berardo, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. A mostra nasce da parceria entre o Museu Coleção Berardo & a Fosun Foundation.

A exposição reúne com obras de 16 artistas chineses e portugueses, entre os quais José Pedro Croft, Joana Vasconcelos e Rui Moreira, e conta com a curadoria de Yuko Hasegaw. É possível ainda encontrar trabalhos de Vasco Araújo, Pedro Valdez Cardoso, Leng Guangmin, Tao Hui, Luísa Jacinto, Liu Jianhua, Cheng Ran, André Sousa, Guan Xiao, Sun Xun, Shi Yong, Xia Yu e Liang Yuanwei.

As obras têm por base a reflexão sobre os conceitos de diversidade, festividade e ambiguidade, bem como a íntima relação destes com o sentimento da saudade.

A exposição pretende dar uma nova dinâmica à relação sino-portuguesa, que segundo o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, se encontra “num momento particularmente auspicioso”. O presidente chinês, Xi Jinping, visitará Portugal a 04 e 05 de dezembro deste ano.

A exposição vai estar patente no Museu Coleção Berardo até 06 de janeiro de 2019.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
“Saudade”: China e Portugal juntos na arte contemporânea