Schäuble: "Portugal conseguiu progressos impressionantes" na economia

Ministro das Finanças alemão diz que portugueses devem ter orgulho do sucesso. Recordou ainda a ameaça do segundo resgate, em 2016

Depois de ter sugerido, no final de junho de 2016, que Portugal poderia precisar de um segundo resgate, Wolfgang Schäuble não tem parado de elogiar o país. Depois de ter considerado o homólogo português, Mário Centeno, como o "Ronaldo do Ecofin", o ministro das Finanças alemão elogia agora a economia portuguesa.

"Portugal conseguiu progressos impressionantes. No âmbito do programa de assistência europeu, aplicou reformas necessárias e importantes para superar a crise. Reduziu-se o défice orçamental, a economia portuguesa voltou a crescer, mais pessoas encontram trabalho. Isso é um grande sucesso de que os portugueses se podem orgulhar", assinala o número dois do Governo alemão em entrevista divulgada esta sábado pelo semanário Expresso.

Schäuble aproveitou para recordar as críticas deixadas ao país no final da primeira metade de 2016. "Sempre que as despesas de um Estado altamente endividado saem fora do controlo, deixa de haver acesso a novos créditos nos mercados financeiros e, em última consequência, poderá ser necessário aplicar um programa de assistência. Lançar alertas nesse sentido pode não ser uma medida popular, mas o contexto mantém-se válido.

O ministro das Finanças da Alemanha compara ainda dois homólogos com quem já trabalho: Vítor Gaspar, no governo PSD/CDS-PP, e Mário Centeno, no governo PS. "Vítor Gaspar fez um bom trabalho numa altura difícil. Agora, existe um outro Governo no poder, é assim a democracia. Também com o meu novo colega Mário Centeno colaboro de forma estreita e produtiva. Nós, os ministro das Finanças da zona euro, encontramo-nos tantas vezes que mantemos todos boas relações - independentemente da família política a que pertencemos".

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de