Energia

Seguradora Allianz compra mega central solar portuguesa Ourika

A central Ourika entrou em produção em 2018 e já foi entretanto  comprada pela seguradora alemão Allianz
A central Ourika entrou em produção em 2018 e já foi entretanto comprada pela seguradora alemão Allianz

Companhia de seguros Allianz está de olho no potencial renovável de Portugal.

Em nome da seguradora alemã Allianz, a Allianz Capital Partners comprou ao consórcio sino-irlandês WElink a primeira central solar fotovoltaica a operar em Portugal sem tarifas subsidiadas, informou a empresa em comunicado. Localizada em Ourique, no Alentejo, a central Ourika foi inaugurada este ano e é neste momento a maior em operação na Europa, com uma potência instalada superior a 46 MW e capacidade para abastecer 23 mil lares por ano.

Sem avançar um valor para compra, a Allianz frisou a existência de um Acordo de Compra de Energia (PPA – Power Purchase Agreement) a 20 anos para a central Ourika, com preços garantidos. Além da Ourika, o grupo WElink está também a construir em Portugal a central Solara4, com uma capacidade instalada de 220 MW e um investimento de 200 milhões de euros por parte da WELink e da China Triumph International Engineering, e inauguração prevista para o terceiro trimestre do próximo ano (até final de setembro de 2019).

“Este é o nosso primeiro investimento num projeto solar em Portugal. A central Ourika é um ativo valioso a adicionar ao nosso portfólio pró-ambiental, que neste momento já ultrapassa a barreira das 90 centrais solares e eólicas. Este investimento prova a importância das energia renováveis no portfólio de investimento da Allianz, que é já um dos maiores investidores neste setor na Europa. Esperamos investir em mais projetos solares sem subsídios em vários mercados europeus no futuro, e aguardamos por mais parcerias com a WElink e outras empresas especializadas neste setor”, disse Marc Groves-Raines, responsável pela área de Energias Renováveis na Allianz Capital Partners.

“Mais de 50% da energia de Portugal provém do vento, do sol e da água e o país ocupa o sexto lugar dos países com mais renováveis entre os países europeus. A central Ourika está localizada no sul de Portugal, a 170 km a sudeste de Lisboa. Este projeto de 46,1 MW é capaz de produzir eletricidade renovável suficiente para aproximadamente 23 mil lares por ano, na região”, disse a Allianz em comunicado, dizendo tratar-se de um “projeto pioneiro a nível ibérico”. A central Ourika tem o tamanho de 100 campos de futebol, 142 mil painéis fotovoltaicos, uma potência instalada de 46 MW (suficiente para abastecer 25 mil lares), uma capacidade de produção de 82 GWh por ano e é, para já, a maior central solar fotovoltaica da Europa.

De acordo com o governo, até 2021 vão nascer em Portugal 31 novas centrais solares fotovoltaicas, num total de mais de 1100 megawatts (MW) de licenças que o governo já aprovou em regime de mercado, ou seja, sem direito a tarifas subsidiadas. Nacionais e internacionais, não faltam interessados para os quase 800 milhões de euros de investimento potencial nas novas centrais, que se concentram sobretudo no Algarve e no Alentejo.

Como o Dinheiro Vivo já tinha avançado, a energia produzida pela central portuguesa será inteiramente vendida pela empresa espanhola Holaluz, que se assume como comercializadora de energia 100% verde no país vizinho, através de um Acordo de Representação. Isto permitiu à Holaluz garantir um contrato de abastecimento de eletricidade ao Ayuntamiento de Madrid.

Já Barry O’Neill, CEO do Grupo WElink disse: “Esta acordo para a aquisição da central Ourika representa uma meta importante para a WElink Energy. Estamos muito satisfeitos por fechar negócio com a Allianz Capital Partners. Esta parceria cimenta a transição da empresa para se tornar um produtor de energia líder a nível mundial. Ourika é o primeiro projeto de um ambicioso programa de investimento da WElink juntamente com o nosso parceiro China Triumph International Engineering Company em mercados chave no sul da Europa. A Ourika será seguida pelo projeto Solara4 em Portugal, que deverá ficar concluído no terceiro trimestre de 2019”

A compra da central Ourika é o oitavo grande investimento da Allianz numa central solar, uma aposta nas energias renováveis que já ultrapassa os 90 projetos, num total de 83 parques eólicos e 8 centrais solares localizadas na Áustria, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Portugal, Suécia e Estados Unidos. Juntos, todos estes projetos têm capacidade para gerar energia para abastecer mais de um milhão de lares, ou seja, una cidade do tamanho de Paris.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Turismo em crise já pensa no day after

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Governo estima que mais de um terço dos empregados fique em lay-off

Mário Centeno, Ministro das Finanças.
Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Folga rara. Custo médio do petróleo está 10% abaixo do previsto no Orçamento

Seguradora Allianz compra mega central solar portuguesa Ourika