Emprego

Seis em cada dez são desempregados de longa duração

Desemprego triplicou em seis anos

A taxa de desemprego recuou 1,5 pontos em 2015. Mas a sua composição mantém-se muito igual: predominam os que procuram emprego há 12 meses ou mais

O desemprego de longa duração continua a ser uma realidade indiscutível em Portugal, constituindo o grande universo do que procuram emprego sem sucesso. Estavam sem um emprego no final do ano passado 646,5 mil pessoas. Destes, 410,6 mil já está nesta situação há doze meses ou mais.

O INE mostra que em 2015 o número de desempregados voltou a cair, para uma média anual de 12,4%. Isto quer dizer que havia, no final de dezembro, menos 79,5 mil pessoas no desemprego do que exactamente um ano antes. No entanto, o universo dos desempregados que compõem esta taxa poucas alterações tem – 63,5% são desempregados de longa duração.

O que significa? Que a larga maioria das pessoas que estão no desemprego e ainda se mantém à procura de um trabalho já estão nesta situação há pelo menos um ano. E, as diferenças entre homens e mulheres são irrisórias: 208,8 mil são homens; 201,9 mil mulheres. Acredita-se, no entanto, que este universo seja constituído maioritariamente por pessoas com 45 ou mais anos, que tenham caído no desemprego e, pela idade, já sintam dificuldades em encontrar trabalho. A escolaridade pouco desenvolvida é outro dos fatores que dificulta a reconversão para o mercado de trabalho.

O INE mostra ainda assim que a taxa de desemprego, que recuou 1,5 pontos face ao ano anterior, também diminuiu à custa da redução deste número, estimando para o encerramento de 2015 menos 65,2 mil desempregados de longa duração do que em 2014.

O universo das pessoas que procuram emprego há menos de 12 meses é mais pequeno, representando 36,4% dos desempregados, um total de 232,9 mil portugueses. Há ainda 80,3 mil à procura de um primeiro emprego – aqui falamos dos jovens.

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

TVI

Compra da TVI pela Cofina deverá ter luz verde dos reguladores

Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Exportações de calçado crescem 45% para a China e 17% para os EUA

Outros conteúdos GMG
Seis em cada dez são desempregados de longa duração