Coronavírus

Sem vinho? A José Maria da Fonseca entrega em casa

José Maria da Fonseca, Azeitão. Fotografia: Steven Governo / Global Imagens
José Maria da Fonseca, Azeitão. Fotografia: Steven Governo / Global Imagens

Com várias promoções exclusivas para vendas online, a empresa de Azeitão faz entregas ao domicílios sem portes nas encomendas superiores a 25 euros

A José Maria da Fonseca foi uma das pioneiras no sector a investir na venda online e agora recorda-o, numa altura em que os portugueses estão recolhidos, em isolamento social. As entregas ao domicílio são gratuitas para encomendas acima dos 25 euros.

“Numa altura de recolhimento, a José Maria da Fonseca não quer que deixe de beber os seus vinhos favoritos em casa, apostando nas entregas ao domicílio e assegurando o cumprimento das medidas de segurança em todo o processo”, refere a empresa de Azeitão, em comunicado.

A JMF promete, ainda, que haverá “várias campanhas promocionais” em vigor na sua loja online. A primeira das quais – a oferta de uma sexta garrafa na compra de cinco garrafas da gama Periquita (Periquita Branco, Periquita Tinto, Periquita Rosé e Periquita Reserva Tinto) – estará em vigor até 1 de abril. E é exclusiva para compras online.

“Cumprindo todas as indicações das autoridades de saúde, resolvemos criar várias campanhas na nossa loja online porque acreditamos que os nossos consumidores habituais vão continuar a querer degustar os nossos vinhos, no conforto do seu lar. Temos assistido, nos últimos dias, a vários eventos online associados ao universo do vinho e queremos contribuir também para o movimento #FiqueEmCasa, de forma segura e consciente”, destaca António Maria Soares Franco, administrador da empresa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Sem vinho? A José Maria da Fonseca entrega em casa