Semana de greve nacional, Brexit e de Centeno no Parlamento

Greve nacional da função pública junta vários sindicatos em semana marcada pelo fim do mês e data oficial para o Brexit

Naquela que é a última semana de janeiro de 2020, há alguns motivos de destaque. Os principais chegam no final da semana, com greve nacional da função pública.

Segunda-feira, 27 de janeiro. O ministro das Finanças, Mário Centeno, é ouvido no Parlamento a propósito do Orçamento do Estado 2020. Neste dia saem também os dados da execução orçamental de dezembro.

Terça-feira, 28 de janeiro. A Microsoft Portugal inicia mais um evento, Building the Future, com convidados nacionais e estrangeiros para projetar o futuro. Ficamos ainda a conhecer os dados do inquérito de avaliação bancária do INE, bem como os resultados da Galp do último trimestre.

Neste dia também está prevista a reunião de concertação social sobre política de rendimentos.

Quarta-feira, 29 de janeiro. O Banco de Portugal divulga dados dos empréstimos a particulares de dezembro 2019 e o INE mostra as estimativas mensais do emprego e desemprego, que vão permitir fechar as contas de 2019. Já o ISEG dá o seu parecer sobre o Orçamento do Estado com o seu Budget Watch.

Quinta-feira, 30 de janeiro. Decorre a 2ª edição do Banking Summit, onde se analisa que banca queremos em Portugal. Já a SBRE indica tendências do mercado imobiliário para 2020.

Sexta-feira, 31 de janeiro. O último dia do mês é marcado pela greve nacional da função pública, num protesto amplo contra medidas (ou falta delas) do governo. Também há greve dos trabalhadores da distribuição, que inclui os supermercados. Já o INE divulga a estimativa rápida da inflação.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de