Impostos

Sete distritos concentram 70% das declarações do IRS em papel

Foto: GERARDO SANTOS
Foto: GERARDO SANTOS

Cerca de 70% dos contribuintes que em 2017 ainda entregaram a declaração do IRS em papel estão concentrados em sete distritos.

O número de contribuintes que ainda entregam a declaração de IRS em papel tem vindo a diminuir e, de acordo com os dados divulgados esta terça-feira pelo Ministério das Finanças, em 2017 foram entregues 150 mil destas declarações – contra cerca de 280 mil no ano anterior tal como indicam as últimas estatísticas do IRS que estão disponíveis no Portal das Finanças.

Destas 150 mil cerca de 70% respeitam a declarações enregues por pessoas residentes em Lisboa, Porto, Coimbra, Setúbal, Faro, Aveiro e Braga. Todos, como o Dinheiro vivo noticiou esta terça-feira, vão ser avisados por carta ou e-mail de que este ano apenas podem usar a Internet para entregar o IRS.

Aqueles que não formalizarem o pedido de uma senha de acesso receberão o necessário código em casa, por carta – único meio usado pela AT para enviar as senhas.

Os mesmos dados do Ministério das Finanças indicam ainda que 130 mil dos que usaram o papel tiveram apenas rendimentos das categorias A e H (trabalho dependente e pensões) pelo que reúnem as condições para serem abrangidos pelo IRS automático E, se assim for, caso haja qualquer falha, a declaração fica formalmente entregue no finm do prazo.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
José Vieira da Silva, ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Fotografia: Jorge Amaral/Global Imagens

Reformas. Governo quer normalizar pagamentos até ao final do ano

O primeiro-ministro, António Costa, discursa durante um encontro com empresários a trabalhar em Angola, em Luanda, Angola. O primeiro-ministro termina esta terça-feira, uma visita oficial de dois dias a Angola, durante a qual procurará retomar rapidamente os níveis anteriores a 2014 nas relações económicas e normalizar os contactos bilaterais político-diplomáticos. (JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA)

Costa: Portugal deseja mais empresas e investidores angolanos no país

Margrethe Vestager, comissária europeia da Concorrência. REUTERS/Yves Herman

Bruxelas suspeita de cartel alemão na tecnologia de emissões

Outros conteúdos GMG
Sete distritos concentram 70% das declarações do IRS em papel